CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Petroleiros da Refinaria Abreu e Lima realizam ato no Grande Recife




Mobilização não afeta produção de diesel da estatal, segundo Sindipetro-PE. Manifestantes se reúnem em frente à Refinaria, no Porto de Suape.

Petroleiros da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) se reuniram, na manhã desta quarta-feira (30), oara um ato pacífico em frente à unidade, que fica no Complexo Portuário de Suape, no Grande Recife. A manifestação faz parte de uma mobilização nacional da categoria. O número de pessoas que participam do ato não foi informado.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Petróleo de Pernambuco (Sindipetro-PE), operadores que deveriam começar a trabalhar a partir das 0h e das 7h cruzaram os braços, mas a paralisação não afetou a produção da refinaria.

“Primeiro, os tanques estão cheios por causa da greve dos caminhoneiros. Depois, a gente quer negociar uma operação de contingência para não impactar o abastecimento da população”, explicou o coordenador-geral do sindicato, Rogério Almeida.

De acordo com Sindipetro-PE, funcionários se concentraram em frente à guarita da refinaria, na Avenida Portuária, mas não impediram a passagem de pessoas ou veículos. Os petroleiros decidiram paralisar as atividades por 72 horas em solidariedade ao movimento dos caminhoneiros e para pedir a destituição de Pedro Parente do comando da estatal, entre outras reivindicações.

“Não estamos barrando quem quiser trabalhar, mas a adesão dos operadores, que são os que mantêm a refinaria funcionando, é de 100%. Alguns funcionários do administrativo também aderiram à mobilização”, disse o coordenador-geral do Sindipetro-PE, Rogério Soares de Almeida.

O sindicato disse que, atualmente, a refinaria conta com cerca de 200 operadores. O ato conta com a participação de integrantes da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Sindicato dos Químicos de Pernambuco, Central Sindical e Popular (CSP/CONLUTAS), entre outras entidades.

O trânsito na Avenida Portuária não está sendo afetado. Também não há policiamento no local. O combustível produzido na Refinaria segue para as distribuidoras através de dutos, então a distribuição não é afetada.

Por meio de nota, a Petrobras apontou que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) emitiu na noite de terça-feira (29) decisão liminar declarando a abusividade da greve. Nesta quarta-feira (30), "foram registradas paralisações pontuais em algumas unidades operacionais. Equipes de contingência estão atuando onde necessário e não há impacto na produção".


Refinaria Abreu e Lima
A Refinaria Abreu e Lima faz parte do pacote de privatização proposto por Parente, que inclui também a Rlam (BA), Repar (PR) e Refap (RS), no qual 60% dos ativos da seriam transferidos para o setor privado, assim como a infraestrutura de transporte de derivados de petróleo ligada a essas unidades.

Segundo o Sindipetro-PE, a Refinaria Abreu e Lima é responsável pela produção de 30% do Diesel S-10 do Brasil e tem capacidade de produzir 100 mil barris de petróleo por dia. "Hoje, a refinaria não processa tudo que pode, só 60 mil barris, justamente por conta de uma política de Parente para facilitar a importação de um diesel mais caro", disse o coordenador-geral do sindicato.


Fonte: G1