CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Casa dos Pobres São Francisco de Assis abriga idosos há 70 anos em Caruaru


 
Missão da instituição é oferecer serviço de qualidade, com amor, carinho e dedicação aos moradores.

A Casa dos Pobres São Francisco de Assis é uma instituição filantrópica que, a princípio, teve o atendimento voltado apenas aos moradores de rua. Com o passar dos anos, o número de pessoas superou o previsto, sendo hoje o local caracterizado como Instituição de Longa Permanência em Caruaru, cidade que completa 161 anos neste 18 de maio.

A missão da Casa dos Pobres é oferecer um serviço de qualidade, com amor, carinho e dedicação aos moradores, a fim de contribuir para o resgate da cidadania, dignidade e qualidade de vida, aplicando de forma eficiente os recursos que competem administrar.

O local fica na Avenida Lourival José da Silva, no bairro Petrópolis, há 70 anos. A instituição é mantida pelos sócios contribuintes e outros doadores.

Atualmente, a instituição, que abriga 98 moradores, é voltada para atender pessoas necessitadas de maneira humanizada. O presidente Edson Bezerra está há 25 anos à frente da Casa e, segundo ele, com o passar do tempo, o trabalho foi intensificado e se tornou um lugar de acolhimento com serviços de geriatria, psicologia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional, fisioterapia, assistência social e enfermagem.

O presidente revela que para colocar todos os trabalhos em prática e atender bem os idosos são mantidos 87 funcionários, desde porteiros a profissionais que cuidam da limpeza e manutenção do lugar, e também nos refeitórios, produzindo 17 mil refeições por mês.

A Casa dos Pobres São Francisco de Assis é mantida por doações. Existem diversas maneiras de contribuir com a manutenção do local, uma dela é se tornando um sócio contribuinte. Este serviço funciona através de uma equipe de telemarketing, que liga para as pessoas fazendo o convite para se tornarem sócias. Para aqueles que aceitarem se cadastrar, todos os meses uma pessoa da Casa vai até o sócio para receber a quantia ofertada.

Outras maneiras de contribuição são através de depósito bancário e também doações de roupas, acessórios, calçados, móveis e utensílios. Os produtos doados são vendidos mensalmente em um brechó realizado pela Casa. Toda a renda é revertida para a compra de alimentos.

Idosa da Casa dos Probres reencontra filha após 30 anos
Maria José da Conceição tem 63 anos. Ela foi acolhida na Casa dos Pobres no ano de 1998, sem nenhum documento de identificação. Ela é natural de São Caetano, no Agreste de Pernambuco, e foi encaminhada pela assistente social da maternidade do município.

Maria, desde a adolescência, morava nas ruas. Ela nunca teve relacionamento com a mãe adotiva e jamais teve contato com os pais biológicos. Passou a morar na rua possivelmente a partir da década de 70, período em que deixou a casa dos pais, onde viveu até 1997, antes da chegada ao abrigo.

Durante esse tempo, ela conta que andou por diversas cidades do Nordeste, e que deu à luz a algumas crianças, que foram entregues para adoção. Desde a chegada à Casa dos Pobres São Francisco de Assis, não houve nenhum contato com os familiares. Ela apresenta comportamento calmo e lúcido e realiza sozinha as atividades diárias.

No mês de março de 2018, Maria teve uma grande surpresa. É que ela conheceu a filha, que veio da cidade de Catende, na Mata Sul, procurando pela mãe. Quitéria Daniela Marques, que está grávida, apresentou todos os documentos de filiação. Depois de apresentadas, a filha de Maria afirmou que sempre irá visitar a mãe e que levará a neta para a idosa conhecer. Fonte: G1