CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Temer chama núcleo duro do governo no Jaburu




O presidente Michel Temer se reuniu, ontem, no Palácio do Jaburu, com os ministros do núcleo duro do governo, Eliseu Padilha (MDB-RS) e Moreira Franco (MDB-RJ), após declaração do comandante do Exército, Villas Boas, no Twitter, em "repúdio à impunidade".

A ordem no Planalto, até esta terça, era manter o silêncio oficialmente a respeito das declarações do general. Houve reações nas redes sociais. A secretaria de comunicação da Presidência disse ao blog da Andréia Sadi que o Planalto não vai comentar a declaração de Villas Boas.

Nos bastidores, interlocutores do governo avaliam que a frase de Villas Boas foi infeliz, principalmente porque ocorreu na véspera do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF.

Um pouco antes da declaração de Villas Boas, Temer recebeu no Planalto o filósofo Denis Rosenfield – cotado para o Ministério da Defesa e ligado ao comandante do Exército.

Temer tem boa relação com Villas Boas. Na última quarta-feira, fora da agenda oficial, o presidente foi à casa do general em Brasília à noite para um encontro reservado.

Procurado pelo blog, o ministro Carlos Marun (MDB-MS) disse, sobre a declaração de Villas Boas: "O General Vilas Boas é um democrata. Demonstrou preocupação e pregou o respeito à Constituição. Em resumo, nada a comentar".

Fonte: Blog do Magno Martins