CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

"Central ressurgiu das cinzas", afirma Mauro Fernandes após vice no Pernambuco

A boa e velha máxima mais uma vez se fez presente na Arena de Pernambuco no segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano: quem não faz, leva. O Central dominou boa parte da partida, mas saiu de campo derrotado pelo Náutico por 2 a 1. Apesar do revés na decisão, o técnico Mauro Fernandes comemorou o vice-campeonato da Patativa.    

- Eu estou muito satisfeito e orgulhoso desse grupo de jogadores. Todos desconhecidos, um grupo formado em 100 dias. E chegar a uma decisão inédita para o Central e inédita pelo tempo curto para trabalhar. O Central ressurgiu das cinzas com uma força muito grande para brigar sempre pelo Pernambucano. Tenho certeza que não ser vai ser grande só em Pernambuco, mas no Nordeste. Não foi dessa vez, mas quem sabe está guardado para o próximo ano, no centenário?    

Questionado sobre a arbitragem, Mauro Fernandes disse que o gol mal anulado mudou totalmente o rumo do jogo.    

- Eu não quero comentar sobre arbitragem. Mas até o gol do Central vocês viram que foi legítimo. O ser humano é passível de erros e o gol anulado mudou totalmente o jogo. O Central buscou, mas quem está brigando por título não pode tomar um gol como o segundo.  MF também ressaltou que o futebol não é justo e lamentou o que ele considerou antijogo do Náutico.   

- Merecíamos o empate e futebol não é merecimento. Não fiquei chateado com a derrota, mas com o antijogo. Jogador simulando contusão, escondendo bola. Isso é tão arcaico, tão medíocre. Fonte: GE