CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Vitória do Brasil faz soar alarmes na imprensa alemã


Meios de comunicação criticaram obsessão de Low por experimentar, além de atletas que não aproveitaram chances



"Com sua política de rotação, Löw ajudou muito na vitória dos brasileiros por 1x0 em Berlim": como a NTV, a imprensa alemã adotou nesta quarta-feira (28) tom crítico com a Alemanha, que sofreu sua primeira derrota desde a Eurocopa-2016.

Com a manchete "Brasil castiga obsessão de Löw por experimentar", a NTV lembra que o treinador decidiu trocar sete jogadores em relação ao time que enfrentou a Espanha (1x1) na sexta-feira (23), justo antes da convocação final para o Mundial.

A seleção de Tite se impôs graças ao gol de Gabriel Jesus, aos 37 minutos do primeiro tempo.

"O sucesso dos brasileiros na capital alemã, quase quatro anos depois do humilhante 7x1 em Belo Horizonte, é merecido", destaca o FAZ de Frakfurt.

"Alguns jogadores dos quais disseram coisas boas, como Leroy Sané e Ilkay Gündogan do Manchester City, não souberam aproveitar a oportunidade".

Toda a imprensa reagiu às críticas duras de Toni Kroos contra seus companheiros de time: "tivemos jogadores que deveriam ter aparecido esta noite e não o fizeram", disse o volante do Real Madrid.

"Depois do teste do time A contra o time A da Espanha, o time B teve atuação que foi de nível C", lamentou o Süddeutsche Zeitung (SZ) de Munique.

Em relação ao jogo com os espanhóis, "vimos que existiam buracos no meio de campo, que o jogo era mais lento e a pressão menos intensa", analisou SZ.

"Foi, sobretudo, a linguagem corporal dos jogadores que Löw condenou após o jogo", destacou Die Welt. "Não existiu atitude de dominar, não houve tomada de responsabilidades, não houve segurança. O campeão do mundo dava às vezes a impressão de ter a cabeça em outro lugar", sentenciou.

"Os campeões mundiais mostraram fraquezas preocupantes no último teste de alto nível antes do Mundial", destacaram vários veículos na internet. "A sete semanas da lista provisória para o Mundial, que vai ser anunciada dia 15 de maio, nenhum jogador reserva brilhou diante de uma Seleção que não tem nada de extraordinário". Fonte: FolhaPE