CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Sem Dorival, São Paulo faz três gols após sete meses


A última vez que o Tricolor tinha feito mais de dois gols numa partida foi diante do Cruzeiro, no Brasileiro


Sob o comando do interino André Jardine, o São Paulo quebrou um incômodo jejum ligado ao ataque. Ao derrotar o Red Bull por 3x1, no Morumbi, na tarde de domingo (11), o time tricolor voltou a fazer três gols depois de sete meses.
Dessa forma, o ataque desencantou justamente no jogo seguinte à saída do técnico Dorival Júnior, que dirigiu o time 32 vezes sem conseguir atingir a marca -foram 18 no ano passado e outros 14 na temporada atual.

A última vez que o São Paulo tinha feito mais de dois gols numa partida foi diante do Cruzeiro, no Morumbi, em um triunfo por 3x2 obtido na primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Dorival comandou o São Paulo em 40 jogos, com 17 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Com ele, o time tricolor só conseguiu marcar mais de três gols em duas oportunidades. Além do duelo com o Cruzeiro, a equipe também marcou na vitória por 4 a 3 sobre o Botafogo, no Rio.

No Campeonato Paulista, o São Paulo tinha um dos piores ataques da competição antes de vencer o Red Bull. Eram apenas nove gols marcados pela equipe nos 11 jogos que disputou.

Com Jardine, o São Paulo teve mudanças significativas na formação do time. O interino, que trabalhou sob os olhares de Diego Aguirre, treinador anunciado pelo clube para a vaga de Dorival, escalou Diego Souza no meio-campo.

Contratado para ser centroavante, o jogador atuou inicialmente ao lado de Nenê e Caíque, com Tréllez na referência do ataque. No segundo tempo, Jardine colocou Marcos Guilherme no lugar do colombiano, deslocando Diego Souza para a área.

O São Paulo saiu atrás no placar após uma falha do goleiro Jean na saída de bola, mas empatou em um lance que teve Nenê como protagonista -o meia cruzou e viu Nininho marcar contra. Na etapa final, o zagueiro Arboleda e Marcos Guilherme também balançaram a rede.

O clube apresentará Diego Aguirre na tarde desta segunda-feira. O treinador uruguaio deve comandar o time somente na primeira partida das quartas de final, no próximo fim de semana, diante do São Caetano, fora de casa. Jardine deve estar à frente da equipe tambám na próxima quarta-feira, contra o CRB, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, ainda no comando de Dorival, o time venceu por 2 a 0 no Morumbi. Fonte: FolhaPE