CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Santa Cruz empata com o CRB e se mantém líder do Grupo A da Copa do Nordeste

Não foi um grande resultado, mas o empate de 1 a 1 do Santa Cruz contra o CRB, neste sábado, no estádio Rei Pelé, em Maceió, manteve o time na liderança do grupo, agora com oito pontos, um a mais que o CRB. A partida ficou marcada pelo grande número de faltas e de cartões. O outro jogo do grupo, entre Treze e Confiança, será disputado nesta segunda-feira, às 19h15. 
 
O técnico Júnior Rocha surpreendeu ao escalar o time com mudanças, quando se imaginava que ele manteria a base da equipe que havia empatado com o Sport no meio da semana pelo Pernambucano. O zagueiro Danny Morais, fez sua reestreia pelo Tricolor. No ataque, Robinho e Hericles saíram. Nos seus lugares entraram Jeremias e Vinícius. 
 
Jogando em casa, o CRB foi para cima do Santa Cruz no início do jogo. Logo aos três minutos, em uma bola lançada na área, Edson Ratinho recebeu livre e tocou para o gol. Como estava um pouco à frente, o impedimento foi marcado. Mas ficou o alerta, pois, independentemente do impedimento, houve uma falha de posicionamento da zaga tricolor. 
 
Dez minutos depois, a primeira boa jogada do Santa Cruz. Arthur Rezende avançou sozinho em direção ao gol e foi derrubado, caindo dentro da área. O árbitro Marielson Alves Silva deu falta, na entrada da área. Na cobrança, Arthur bateu rasteiro no canto e o goleiro defendeu. A esta altura, o time coral estava mais organizado em campo. Tocava a bola e chegava pelas pontas com perigo na área do CRB. Mas não aproveitou as chances que criou. 

Aí veio a cobrança de escanteio que mudou o jogo. Aos 30 minutos, a zaga coral assistiu o zagueiro Flávio Boaventura subir sozinho para cabecear, a bola bateu na trave e, na volta, Anderson Conceição, também livre de marcação, cabeceou para o gol, abrindo o placar. 

O gol sofrido parece ter mexido com o Santa Cruz. Atordoado, o Tricolor passou a cometer muitas falhas. O time alagoano, por outro lado, avançou a marcação e começou a criar muitas chances. Neto Baiano, por exemplo, finalizou duas vezes com perigo. No último lance do primeiro tempo, aos 44 minutos, Rafael Bastos recebeu a bola sozinho e tocou para fora. 

Segundo tempo 
As equipes voltaram para o segundo tempo sem mudanças. O Santa Cruz parecia ter se recuperado do "apagão" do fim do primeiro tempo. Mas o técnico Júnior Rocha não esperou muito para mudar o time. Primeiro colocou Fabinho Alves no lugar de Arthur Rezende. Pouco tempo depois, duas substituições de uma vez só: Robinho e Hericles nas vagas de Jeremias e Vinícius. O Santa Cruz melhorou com as mudanças. Sobretudo com a velocidade de Robinho, que entrou no lugar de Jeremias, absolutamente apagado em campo. 

E foi de Robinho o gol de empate do Santa Cruz. Aos 29 minutos, após boa jogada pela esquerda, a bola foi cruzada para a área e ele apenas desviou, "matando" o goleiro do CRB, João Carlos. Foi o terceiro gol de Robinho pelo Santa Cruz. 

Robinho ainda fez uma boa jogada pela esquerda, aos 40 minutos, fazendo um passe para Geovane finalizar com perigo. Mas foi o CRB quem teve a chance mais clara de fazer o segundo gol. Tiago Machowski defendeu uma bola chutada à queima-roupa na frente da pequena área. Ficou de bom tamanho para o Santa Cruz. Fonte: Diário de Pernambuco