CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Rogerinho valoriza base e elogia peças experientes


Atacante passou um longo tempo parado por conta de uma lesão no joelho direito


Aos 22 anos e com passagens por equipes como Belo Jardim e Bangu, o atacante Rogerinho começou o ano com a esperança de, finalmente, se firmar no elenco do Náutico. Formado nas categorias de base do clube, o atleta, que já trabalhou com o técnico Roberto Fernandes na equipe carioca, era um dos cotados para ganhar um espaço nos primeiros embates da temporada. Uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito mudou os planos. Foram quase dois meses parados até o retorno aos gramados, na vitória alvirrubra por 1x0 diante do Flamengo/PE. Agora, Rogerinho espera ganhar mais oportunidades no grupo e aumentar a lista de pratas da casa com destaque em 2018.


“Comecei a temporada como titular e sabia que, por ser prata da casa, precisaria correr dobrado. Aí veio a lesão que me afastou 50 dias dos gramados. Foi difícil, mas Roberto sempre perguntava por mim. Acredito que por termos trabalhado juntos no Bangu, ele tinha confiança em mim”, afirmou o atacante.

Nesta temporada, alguns pratas da casa estão se destacando no Timbu. São os casos do lateral-esquerdo Kevyn, do meia Robinho e o atacante Tharcysio. "Fico feliz por todos. "O clube sabe que se precisar pode contar com a força da base. Eu tenho um pouco mais de experiência porque rodei em outros clubes e aprendi bastante, mas todos estão trabalhando no dia a dia pela oportunidade", apontou.

Rogerinho também frisou a importância da mescla entre experiência de juventude no grupo. Nesta temporada, mesmo com orçamento apertado, o Timbu trouxe nomes de bagagem no cenário nacional como o volante Wendel e o atacante Ortigoza.

“Quando eu era moleque, via os caras jogarem. Hoje me sinto honrado em estar no mesmo elenco, dividindo vestiário e vestindo a mesma camisa. São atletas consagrados no futebol brasileiro, com vários títulos. Tenho total convicção que com a ajuda deles nós vamos dar um passe enorme para conseguir os objetivos”, apontou. Fonte: FolhaPE