CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Polícia prende estuprador que aliciava vítimas pelo OLX

O homem suspeito de aliciar mulheres em busca de emprego para estuprá-las em Olinda foi preso, no final da manhã desta quinta-feira, na casa em que morava, no bairro de Peixinhos. Sete abusos sexuais já estavam em investigação pela polícia, no entanto, ao prestar depoimento, Alexandre Silva de Souza, 31, confessou ter molestado, pelo menos, 13 mulheres. Ainda nessa quarta, entrou em contato com outra possível vítima pelo site. A polícia acredita que, com a divulgação da imagem dele, outras apareçam para denunciar os casos. 

Alexandre Silva é técnico de informática e pai de dois filhos, ambos com menos de dez anos. Ele foi preso pela primeira vez em janeiro de 2007 por estupro e roubo. Em janeiro de 2010, foi preso novamente, em flagrante, por estupro. Estava foragido da Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá, desde 15 de março do ano passado. Os sete abusos investigados pela polícia aconteceram entre 5 de outubro do ano passado e a última segunda-feira, 26 de fevereiro.  

As vítimas têm entre 21 e 45 anos. Os crimes aconteciam sempre em Salgadinho, por trás do Parque Memorial Arcoverde, em Peixinhos, por trás do Empresarial Centro da Moda, e em Sapucaia, por trás da Rádio Tamandaré. 
 
De acordo com o delegado Eronides Meneses, da Delegacia de Peixinhos, responsável pela prisão, a forma de abordagem das vítimas era sempre a mesma. O suspeito procurava mulheres que utilizavam o OLX para procurar emprego, normalmente, como vendedoras, para trabalhar em restaurantes ou babás. Quando as vítimas eram cuidadoras de criança, ele usava os filhos através de ligações telefônicas para passar credibilidade. "A família nem imaginava que ele fazia essas coisas. Ele entrava em contato com várias mulheres, não tinha preferência. Marcava encontro com as que topavam na região central do Recife e aparecia bem vestido. Ele sempre envolvia bem as mulheres para que elas acreditassem que era realmente uma proposta de trabalho", detalhou Eronides Meneses. 
 
Para conter as vítimas, Alexandre usava uma faca e era violento. Após os estupros, ainda agredia fisicamente as mulheres e roubava seus pertences. Segundo a polícia, o contato com elas era, inclusive, feito com um chip de celular levado de vítima anterior. "Nós conseguimos prendê-lo na casa dele após recebermos uma denúncia anônima e cruzarmos os dados com as informações da OLX e da empresa de telefonia, porque ele sempre usava o mesmo número. As vítimas também já fizeram o reconhecimento", contou. Somadas, as penas chegam a 38 anos. Fonte: Diário de Pernambuco