CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

SE LIGA NAS MAROCAS 2018

Jovem faz tatuagem para homenagear gato que tinha RG animal e certidão de nascimento: 'Um filho para mim'Jovem faz tatuagem para homenagear gato que tinha RG animal e certidão de nascimento: 'Um filho para mim'







Raul Moura cuidava do gato Fred há dois anos. Animal morreu devido a problemas renais.

Raul Moura tem 23 anos e trabalha como provedor de internet em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ele morava sozinho e tinha uma rotina diária baseada entre o trabalho e a faculdade. Há dois anos, Raul aceitou ter um hóspede na casa dele: Fred Moura, um gato que tinha RG animal e certidão de nascimento.

Fred era a única companhia do dono e esteve presente nos piores e melhores momentos da vida de Raul. "Depois que Fred chegou em minha casa, não me sentia mais sozinho. Ele se tornou um filho pra mim", disse o provedor. Essa relação durou apenas dois anos, pois em fevereiro de 2018 o animal de estimação morreu devido a problemas problemas renais. Para homenagear o gato, Raul fez uma segunda tatuagem

Mesmo sendo zombado pelos amigos por causa do amor que tinha pelo gato, o provedor de internet não se incomodava com isso. "As pessoas não entendiam esse amor. É uma coisa simples, não atrapalhava em nada a minha vida. E hoje o que fica é a saudade", ressaltou.

"O amor que sinto pelo meu gato será eterno, mesmo ele não estando mais aqui", Raul Moura.
Sobre a tatuagem, Raul destacou que é uma lembrança que vai ficar eterna e marcada na vida dele, assim como o amor que sentia pelo animal. "Gostaria de ter uma lembrança dele comigo, então a melhor coisa foi fazer uma tatuagem, porque assim vou lembrar sempre do tempo em que vivemos juntos", expressou.
Relação entre Raul e Fred
Raul não tinha muito apreço por animais, até que um dia encontrou uma gata na rua onde morava, no bairro Lagoa de Pedra, em Caruaru. Como não queria ficar com o animal, deu para uma amiga cuidar. Após alguns dias, ele recebeu a notícia de que a gata tinha dado cria, e apenas um filhote era macho.

Raul contou que sentiu o desejo de ficar com o felino e por isso o aceitou em casa. "Não sei porque peguei o gato, mas senti vontade de ficar com ele e não me arrendi. Pena que nossa convivência foi tão rápida, mas, com certeza, foi bastante intensa".

Com o passar do tempo, o amor pelo siamês só aumentou e o dono dele já se considerava como pai do gato. Providenciou diversas coisas para o animal, inclusive a certidão de nascimento e RG. No documento de identidade, Fred foi registrado com sobrenome e naturalidade. "Achei importante fazer um documento para o meu gato, mesmo sendo através de internet", afirmou.
A primeira tatuagem que o provedor de internet fez para homenagear o animal foi a imagem de uma pata e o nome "Fred" na perna. Raul fala que já chegou a antecipar uma viagem por causa da saudade que estada do gato.

Um momento muito difícil que Raul precisou superar foi um assalto em frente à residência dele, onde os ladrões levaram dinheiro, documentos e o carro da empresa onde ele trabalhava. Segundo ele, ao entrar em casa, foi Fred que o consolou e deu forças para prosseguir. Para Raul, o gato retribuia de alguma forma todo carinho que recebia dele, e que o amor entre eles era recíproco. Fonte: G1