CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Oposição veta projeto para a saúde e população protesta em Tacaimbó, PE

O veto dos vereadores da oposição ao programa “Mais Saúde” enviado pelo poder executivo para a Câmara de Vereadores de Tacaimbó, no Agreste de Pernambuco, vem causando polêmica entre a população tacaimboense. Isso porque, o PL pedia autorização dos parlamentares para que a prefeitura pudesse investir recursos do tesouro municipal no pagamento de médicos e outros serviços de saúde na Policlínica da Família, localizada no bairro da Portelinha.     

Os investimentos seriam de R$ 20 mil por mês. A proposta de emenda ao orçamento foi vetada na Câmara Municipal em votação realizada nessa terça-feira (6). Dos nove vereadores da casa, 5 parlamentares que formam a base do governo votaram a favor do PL. Já a bancada da oposição, votou contra. Para que fosse aprovado, era necessário no mínimo 6 votos a favor.     

A Policlínica dispões de dois médicos que atende a população de segunda à sábado com média de 60 atendimentos por dia nas especialidades de ginecologia, ultrassonografia, pediatria, clinica geral, entre outras.    

Em entrevista ao BJ1, o prefeito de Tacaimbó, Álvaro Marques (PT) lamentou o veto da proposta. “Esse projeto que iniciamos este ano não estava previsto no orçamento que enviamos em setembro para a Câmara de Vereadores. Para que essa Policlínica funcionasse, precisei enviar uma proposta de emenda ao orçamento para que pudéssemos ter a autorização, já dispomos do recurso financeiro, apenas não temos autorização orçamentária para executar. Essa proposta estava funcionamento no mês de janeiro e infelizmente vamos ter que paralisar”, disse.    

“Segundo a nossa lei orgânica, se conseguirmos 1% de assinaturas no abaixo-assinado a população pode convocar extraordinariamente os vereadores e eu na condição de prefeito enviar novamente o projeto, é o que estamos fazendo no momento”, explicou Álvaro Marques.    

Na manhã desta quarta-feira (7), cerca de 100 pessoas organizaram um protesto em frente a Policlínica para chamar atenção do restante da população para a importância do projeto.     

Nas redes sociais, a população critica veementemente o veto. “Isso é um absurdo, a população não pode ser vítima desses políticos que não sabem o seu verdadeiro papel. Desmontem os palanques oposição e pensem na população. Se não conseguirem, pensem pelo menos que alguém da família de vocês irá precisar desse serviço”, escreveu Maiara Rodrigues.    

Já Edilson José de Lima foi além. “Isso é para a população vê quem são esses cidadãos a quais eles elegeram. Temos que espalhar que eles foram contra a policlínica, ou seja, o melhor para a população tacaimboense, que vergonha para eles!” Disse. Fonte: BJ1