CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Jovens fazem jejum e se afastam das redes sociais como penitência durante o período da Quaresma, em Caruaru


A Quaresma é um favorável para nós, cristãos, revermos nossa vida, atitudes e corrigirmo-nos para bem vivermos o tempo novo". Foi com essas palavras que a estudante Nathalya Florêncio, de 21 anos, definiu os 40 dias que antecedem a Páscoa. Católica, a jovem busca vivenciar o período da melhor maneira.

Nathalya coordena o grupo de oração Discípulos Amados em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ela se dedica aos trabalhos de evangelização, oração e vive o período quaresmal com bastante intensidade. "Sempre fui educada quanto a esse tempo de Quaresma, e o compreendo como um tempo de preparação para a Páscoa do Senhor", falou a estudante.

Este ano, a jovem escolheu não comer carne e derivados durante a Quaresma, como forma de penitência. "É um ato simples, mas que me ajuda a renunciar outras coisas que preciso. Além das práticas materiais, vejo a importância de amar mais os irmãos", afirmou.

A educadora física Milena Veríssimo, de 24 anos, também busca vivenciar o período de forma intensa. Apesar de todas as atividades decorentes da profissão, ela também é missionária da Comunidade Católica Restauração, em Caruaru.

Para Milena, o tempo quaresmal é "um tempo de recolhimento, um tempo de mudança, de conversão, é um tempo de voltar-se para o Senhor, é um tempo de se preparar para viver bem o período das Páscoa".

Durante a Quaresma, a missionária também faz abstinências. "Procuro rezar mais, faço penitência, jejum, vivo o amor e a caridade, tento me desprender do que muitas vezes me rouba o tempo de estar em Deus, como as redes sociais, além de viver a caridade e outros exercícios quaresmais", ressaltou a educadora física.

Sobre a Quaresma
A Quaresma é um tempo vivenciado pela Igreja Católica, que antecede a Páscoa, e se remete aos 40 dias vividos por Jesus Cristo no deserto, onde foi tentado por Satanás, antes de passar pela paixão, morte e ressurreição. Para os católicos, este é um momento de intensificar as orações, a caridade e os sacrifícos. Fonte:G1