CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Em jogo morno, Sport sela classificação na Copa do Brasil

Leão venceu o frágil Santos/AP por 2x1, no estádio Zerão, em Macapá, e avançou à segunda fase da competição


Não foi um jantar à luz de velas, mais parecendo um lanche na barraca da esquina, mas valeu pelo final feliz. Assim foi o reencontro de Sport e Nelsinho Baptista com a Copa do Brasil exatos dez anos após a histórica conquista de 2008, na noite desta quarta-feira (07). Na estreia da edição 2018, o Leão venceu o frágil Santos/AP por 2x1, no estádio Zerão, em Macapá, e carimbou a classificação para a Segunda Fase, garantindo mais R$ 1,2 milhão, além do R$ 1 milhão pela etapa anterior. Na fase seguinte, os rubro-negros enfrentam o vencedor de Ferroviário/CE x Confiança/SE.

E o esperado reencontro com a Copa do Brasil não começou bem para Sport e Nelsinho Baptista. Nem mesmo baixíssimo nível técnico do Santos/AP conseguiu aliviar a tensão em campo. Desorganizado, o Rubro-negro não conseguiu tirar proveito da fragilidade dos macapaenses. Atuando num 4-1-4-1, com Anselmo à frente da zaga, Rithely ao lado do estreante Felipe Bastos e Marlone aberto pela esquerda com Gabriel do lado oposto, Leandro Pereira foi escolhido para substituir André, que alegou problemas pessoais e pediu para não viajar.

E logo em seguida, o Leão teve a melhor chance de abrir o placar. Em disputa de bola, Marlone se jogou e o árbitro caiu na cavada do jogador, marcando pênalti. Na cobrança, o próprio Camisa 10 bateu para Axel fazer uma defesa firme para manter o placar em 0x0. Após o lance o jogo deu uma esfriada, com o Sport errando muitos passes e não conseguindo chegar ao ataque com qualidade. Aos 43, o maior susto tomado pelos pernambucanos. Em bola levantada na área, a zaga ficou apenas olhando Jean Marabaixo subir sozinho e cabecear para a bola passar raspando a trave de Magrão.

Na etapa final, a fragilidade santista ficou mais latente apenas com o pouco apresentado pelos leoninos. E o gol não demorou. Logo aos nove minutos, a zaga macapaense tentou desarmar Thallyson, mas a bola sobrou para Leandro Pereira limpar o zagueiro e tocar na saída de Axel: 1x0 Sport. Com a vantagem e a baixo nível técnico, o Leão ainda se deu ao luxo de desperdiçar várias chances de ampliar o marcador. E aos 40 minutos veio o castigo, com o gol de empate marcado por Bruno. Mas, logo em seguida Leandro Pereira recebeu enfiada e bateu cruzado para carimbar de vez a classificação rubro-negra.

Ficha técnica:
Santos/AP 1
Axel; Diego, Diego Carajás, Preto Barcarena (Erik) e Batata (Eduardo); Lessandro, Jéferson Jari, Cleucio, Thiago Marabá (Donatha) e Bruninho; Jean Marabaixo. Técnico: Edson Porto

Sport 2
Magrão; Fabrício, Henriquez, Durval e Capa Anselmo, Rithely (Neto Moura), Felipe Bastos (Thallyson), Marlone e Gabriel (Thomás); Leandro Pereira. Técnico: Nelsinho Baptista.

Local: estádio Zerão (Macapá, Amapá).

Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA). Assistentes: Hélcio Araujo Neves e Dimmi Yuri das Chagas Cardoso (ambos do PA).

Gols: Leandro Pereira (aos nove e aos 42 do 2ºT). Bruninho (aos 39 do 2ºT). Cartões amarelos: Jeferson Jari (Santos). Anselmo (Sport).
Público e renda: não divulgados. Fonte: FolhaPE