CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Papa-títulos na década, Santa busca 30º estadual

Técnico Júnior Rocha tem poucas informações sobre o Vitória de Santo Antão, adversário coral na estreia do PE 2018


Depois da primeira partida oficial (empate em 1x1 com o Confiança/SE, na Arena Batistão, pela 1ª rodada do Grupo A da Copa do Nordeste) e de um descanso que durou menos de 48 horas, o Santa Cruz já tem uma nova estreia na temporada 2018. Desta vez, inicia a busca pelo 30º título do Campeonato Pernambucano, diante do Vitória de Santo Antão, nesta quinta-feira (18), às 20h, no estádio do Arruda. Assim como no torneio regional, o Tricolor é considerado um franco atirador no Estadual, que tem o Sport como favorito à taça.

Apesar de correr por fora, o Santa é o maior campeão pernambucano na década - conquistou cinco troféus (2011,12,13,15 e 16) dos últimos sete disputados. Os outros dois foram levantados pelos rubro-negros (2014 e 2016). As glórias do passado recente alimentam as esperanças de chegar ao lugar mais alto do pódio. Comandando pela primeira vez um clube do Nordeste, o técnico Júnior Rocha ainda não conhece os adversários do interior.

“Não tenho informações sobre o Vitória. Sequer sei se eles permaneceram com a mesma equipe do ano passado. Nós vamos respeitar o adversário mais do que eles vão nos respeitar”, simplificou.

A escalação da Cobra Coral para o pontapé inicial no Pernambucano é uma incógnita. Sem tempo para treinar e priorizando o repouso dos atletas, o treinador espera a recuperação dos seus comandados para definir o time titular, mas não há intenção de poupá-los. “Achamos melhor dormir em Aracaju para descansar um pouco mais e só depois voltamos ao Recife (ontem). Ainda não sei quem vai ser utilizado porque estou dependendo do departamento de fisiologia. Vamos ver quem vai estar 100% antes de colocar em campo”, disse.

Uma das novidades pode ser o zagueiro Augusto Silva, desfalque na estreia do Nordestão por conta da regularização, mas agora à disposição. A única ausência certa é o atacante Grafite, que ainda aprimora a parte física após atrasar sua preparação. Ele só se reapresentou no dia 3 de janeiro e em seguida viajou a Dubai para resolver problemas particulares, sendo liberado pela direção.

A logística montada pela comissão técnica dá um repouso maior aos jogadores, que retornaram ao Recife ontem e já entraram em regime de concentração. Além do desgaste físico devido ao deslocamento (percurso de 500km de Sergipe até a capital pernambucana), os atletas ainda estão cansados da partida diante dos sergipanos.

Público
Para o primeiro jogo no Arruda em 2018, a diretoria tricolor espera 20 mil pessoas na arquibancada inferior. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e estão à venda desde a última terça-feira, nas bilheterias do clube. O horário de funcionamento hoje é das 9h às 21h. O técnico Júnior Rocha convocou os torcedores. “Minha expectativa para a partida é a melhor possível. Espero que a torcida compareça e dê um credito para esses atletas, que estão querendo e se dedicando muito. Entrega não vai faltar”. O presidente Constantino Júnior também chamou a torcida. “Torcedor coral, vamos prestigiar o nosso time de guerreiros. É 20 mil no Arruda.”
Fonte: FolhaPE