CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Náutico quer apagar má impressão deixada em casa em 2017

Timbu terminou o ano passado com mais derrotas do que vitórias diante de sua torcida


No sábado, o Náutico fará seu primeiro jogo como mandante em 2018. Uma estreia logo com cara de decisão. O embate diante do Itabaiana, na Arena de Pernambuco, vale vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste, além de uma premiação de R$ 500 mil. Com o empate em 0x0 na ida, em Sergipe, o Timbu precisa vencer para se classificar no Regional. Além disso, um bom pontapé inicial pode apagar a imagem deixada em 2017 quando atuou em seu mando de campo. Acostumado a ser cruel com os adversários em casa, o clube pernambucano terminou o ano passado com mais derrotas do que vitórias diante de sua torcida. Uma estatística que os alvirrubros esperam não repetir.

Somando os jogos do Campeonato Pernambucano, da Copa do Nordeste e da Série B, o Náutico atuou 29 vezes em casa. Foram nove vitórias, oito empates e 12 derrotas. A maioria dos tropeços aconteceu na Segundona (10). A equipe foi a pior mandante da competição e amargou o rebaixamento à Série C. Causa ou consequência, vale citar que o Timbu teve em 2017 a pior média de público da década, com 2.432 pagantes por partida. Em 2016, o número foi de 6.152.

Capitão do Náutico no jogo passado e uma das peças mais experientes do elenco, o volante Hygor frisou a importância da torcida para mudar o cenário do passado. “Já fui torcedor e sei como é difícil. Eu peço somente que ele nos apoie porque o jogo só acaba quando o juiz apita. Precisamos ganhar do Itabaiana. O resto nós vamos acertando com o tempo”, afirmou, ressaltando que a necessidade da vitória não pode gerar um desespero no time. “Temos que fazer o gol, mas não adianta tentar de qualquer forma. Não podemos ter afobação. Estamos trabalhando para, no momento certo, definir a jogada”, salientou. Fonte: FolhaPE