CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

SE LIGA NAS MAROCAS 2018

'Não acreditei que estava dentro de uma viatura', diz adolescente que sonha em ser PM ao conhecer sede do Biesp

Sanderson Vinícius da Silva, de 13 anos, sonha em ser policial desde pequeno. Com a ajuda da mãe, o adolescente escreveu uma carta e a enviou para o 1º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Após ler o conteúdo da carta, o tenente Welton Moreira convidou o garoto para conhecer de perto a sede do Biesp e um pouco da rotina dos policiais. Foi uma emoção indescritível para o adolescente.    

Ao chegar ao local, o menino foi recebido pelo tenente, que apresentou todo o ambiente e mostrou parte do trabalho que eles realizam na sede. Sanderson Vinícius foi convidado a entrar em uma das viaturas do Biesp e não segurou a emoção. "Eu não acreditei que estava dentro de uma viatura, sempre quis entrar em uma, não segurei as lágrimas", falou.    

O conteúdo da carta deixou todos suspresos. No texto, Sanderson falava sobre a admiração dele pelo trabalho realizado pela Polícia Militar. Ele sempre teve o desejo de conhecer de perto o trabalho da PM e também de mostrar para eles toda adimiração que tem pelo Biesp. Por isso, escreveu a carta. 
"Quando li aquelas palavras, me emocionei e resolvi entragar a carta no Biesp. Não sabia no que ia dar, mas tinha certeza de que eles [policiais] iriam gostar muito de saber que tem alguém que se espelha neles", disse ao G1 a mãe do adolescente, a consultora de vendas, Mary Santos.    

O menino também teve a oportunidade de subir em uma das motocicletas utilizada pela Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), mais um momento emocionante para ele, pois o maior desejo de Vinícius é ser um policial da Rocam.    

Os policiais militares realizaram uma oração, outro momento de grande emoção para todos que estavam presentes. Vinícius vivenciou tudo como se fosse um PM de verdade e, deixando todos surpresos, ele sabia cada palavra da oração.    

"Foi a hora de mais emoção para mim, chorei muito porque sempre sonhei com isso. Estar perto deles e rezar com eles essa oração vai ficar para sempre na minha memória", Sanderson Vinícius da Silva. 
Encerrando a visita, Vinícius entrou novamente na viatura. Desta vez, para fazer uma ronda com os policiais pelos bairros. Junto com a Rocam, ele passeou pelas ruas com a gratidão de realizar um dos seus sonhos: conhecer a profissão que tanto admira.    

Quando perguntado sobre o que ele quer ser quando crescer, e se estava realizado com este dia, a resposta de Vinícius é rápida e convicta: "Quero ser policial. Hoje realizei parte do meu sonho, porque ele só será completo quando eu me tornar um [policial]".    

Para o policial militar Valter Monteiro conhecer Vinícius trouxe um sentimento de gratidão. "Ficamos muito felizes e admirados em ver uma criança que já sonha com o futuro e admira o nosso trabalho", ressaltou PM. 
O tenente Welton Moreira afirmou que são sonhos como esses de Sanderson Vinícius que o incentivam ainda mais a viver a profissão com responsabilidade e amor. "É muito gratificante ser espelho para um adolescente. Ele admira o nosso trabalho e isso nos estimula. Hoje em dia nossa sociedade está de cabeça para baixo, e ver uma criança como Vinícius já sonhar com uma profissão como a nossa, nos dá muita alegria", expressou o tenente.    

Sonho de criança 
Durante a fase da infância se tem muitos sonhos, a maioria deles são passageiros, porém, com Sanderson Vinícius da Silva é diferente. O adolescente sonha em ser policial militar desde que tinha seis anos de idade. Para Vinícius, era algo que iria passar, apenas uma brincadeira de criança. Mas o tempo foi passando e o desejo de se tornar um policial da Rocam só aumentou.    

Aos seis anos, o adolescente brincava de "polícia e ladrão" e já pesquisava tudo sobre ser policial: os códigos usados pelos PMs, as fardas, a atuação no trabalho, assistia vídeos que mostravam o trabalho dos policiais. "Eu sempre quis ser policial, sempre admirei essa profissão, acho incrível o trabalho realizado por eles [policiais]", destacou.   

Segundo os pais de "Vini", como é chamado por todos, na família já tem policiais militares, por isso acreditam que o sonho do filho é hereditário. "Para nós, é uma alegria ver o nosso filho sonhar com uma profissão tão linda, que arrisca a própria vida para defender a sociedade. Se depender de nós, vamos dar todo apoio necessário", 
O pai de SandersonSidcley da Silva, disse que Vinícius tem influência da família, já que o bisavô, tios e primos dele são da PM. "O meu filho se inspira nos nossos parentes que também são policiais, já é de sangue esse desejo dele", falou.    

O adolescente gosta de brincar de ser policial. Ele tem algemas, rádios e até um colete balístico de papelão, que foi confeccionado por ele mesmo. O companheiro de aventuras é o irmão Gustavo Miguel, de sete anos. Os dois brincam de "polícia e ladrão" todos os dias.    

"Gosto de brincar com meu irmão, mas pra mim não é uma brincadeira, já é um treinamento do que vou fazer no futuro, claro que tenho cuidado para ninguém se machucar", explicou o menino.    

Sanderson Vinícius tem certeza que com muito esforço e fé o sonho se tornará realidade. "Deus em primeiro lugar e estudar, é assim que vou realizar o meu sonho, o de ser policial", completou. Fonte: G1 Caruaru