CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Mulher sofre assédio de operário de obra e construtora é condenada a indenizá-la

A justiça do Rio de Janeiro condenou uma construtora a pagar R$ 8 mil em indenização a uma mulher após o funcionário de uma obra assediá-la verbalmente e ameaçá-la quando ela reagiu ao assédio. Jéssica Mendes, de 29 anos, passava diariamente na frente ao canteiro de obras do BRT quando ia ao trabalho. “Ele já tinha mexido comigo três vezes naquela semana. Quando eu não aguentei mais virei para trás e falei ‘cala a boca'”, contou a mulher em entrevista ao portal G1. Essa frase foi suficiente para que ele a ameaçasse e garantisse que a encontraria quando ela saísse do trabalho. “Eu estava sentindo naquele momento raiva, muita raiva, medo, uma sensação de fragilidade, de estar desprotegida, exposta e sozinha”, contou a vítima.    

Ela então registrou um Boletim de Ocorrência e entrou com um processo contra a EIT Engenharia S/A, responsável pela obra. A advogada da mulher explicou que o fato daquele assédio ocorrer durante o momento de trabalho do algoz já é suficiente para que a empresa seja condenada a responder judicialmente. Segundo Jéssica, durante o resto da semana, ela continuou a ser ameaçada não só pelo primeiro agressor, mas por boa parte do grupo que trabalhava na obra. “Dessa vez não fiz nada, só abaixei a cabeça e fingi que aquilo não estava acontecendo”, disse. O processo se arrastou por dois anos até a se encerrar de forma favorável para ela. A empresa não se pronunciou sobre o caso. Fonte: Diário de Pernambuco