CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

População Belo Jardinense: Reféns do medo


São 50 homicídios em menos de um ano, vários estupros e inúmeros assaltos. O vandalismo e a criminalidade vão tomando conta da cidade de Belo jardim, às autoridades acuadas por falta de apoio não conseguem dá o suporte necessário à população, mas fazem o que pode. Em decorrência disso, a população vai sentindo-se cada vez mais impotente, reféns em sua própria residência, a incerteza nunca esteve tão presente naqueles que residem na cidade e seus arredores. Antes, dizia-se que existia bairros potencialmente mais inseguros, hoje, porém, no cenário que estamos vivendo não existe mesmo é local seguro, essa é realidade! Estamos todos à mercê da criminalidade, seja de dia, seja à noite, independentemente do local. 


Cada um se previne e se manifesta como pode e deseja, uns oram, denunciam, outros demonstram sua indignação através das mídias sociais, outros, porém, preferem ficar calados, observando com cautela toda situação, e outros por fim, fazem tudo isso. A insegurança, nesse caso, está fortemente ligada à ascensão da violência que por sua vez potencializa o medo no imaginário das pessoas. 
Desse modo, é compreensível entender a desconfiança que circula na população local. Medo de andar só, mesmo perante o dia; a sensação de impotência perto de uma moto ou carro que se aproxima são alguns exemplos. Aliás, até um simples gesto de pedir uma informação na rua se tornou complicado, pois a desconfiança tomou conta de tudo, mas quem os culpa? Não existe culpados, estamos incapacitados perante esse cenário! Em suma, espera-se que o Estado juntamente com os demais órgãos competentes possa controlar a situação e resgatar a esperança e sobretudo a segurança do nosso município. 
Dados: 
Assassinatos no Estado de Pernambuco: 4.647.
Sendo 2.464 no interior e 2.183 na Região Metropolitana.