CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Pelo bom momento da seleção, Fernandinho queria Copa agora: 'Seria muito melhor'


Faltam apenas sete meses para a Copa do Mundo de 2018. Ou seria, ainda faltam longos sete meses para a Copa? Para o volante Fernandinho, o Mundial da Rússia poderia começar logo agora. A ansiedade do jogador do Manchester City se deve ao bom momento vivido pela seleção brasileira, que vem apresentando bom desempenho e ótimos resultados sob o comando do técnico Tite, e também pela fase de seus principais jogadores, que estão bem tecnicamente e fisicamente em suas equipes.

"Seria ótimo (se a Copa do Mundo começasse agora). Pelo momento que vivemos nos clubes, na seleção, jogando bem e com confiança, e porque fisicamente estamos muito bem. Provavelmente em junho, fim de temporada, será diferente, chegaremos um pouco cansados. Isso faz uma diferença grande, se começasse daqui a duas semanas o rendimento de todos os jogadores seria muito melhor", afirmou o volante, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, após o treinamento do Brasil no estádio Charlety, em Paris.

Fernandinho esteve presente em praticamente todas as convocações de Tite, e está novamente no grupo para os dois últimos amistosos da seleção no ano, contra o Japão, nesta sexta-feira em Lille, e diante da Inglaterra, na quarta-feira dia 14 de novembro em Londres. Com boas atuações no futebol inglês, o jogador ganhou espaço na equipe nacional e pode até ser testado em uma posição mais avançada no meio-campo, no lugar de Renato Augusto.

Ciente do bom momento individual e coletivo, o volante falou sobre a evolução do Brasil desde a chegada do técnico Tite, que assumiu o comando em junho de 2016, após a demissão de Dunga.

"Aquele momento conturbado que vivemos, de bastante pressão, a falta de resultados, fortaleceu o grupo. Depois da chegada do Tite o time encontrou padrão de jogo, os resultados condiziam com o nível de atuação. Isso foi muito bom para o torcedor brasileiro, que contestava bastante a todos. Os jogadores e a comissão deram a volta por cima. A poucos meses da Copa, confiança é grande", explicou Fernandinho.

E o atleta do City não é o único que está animado com a boa fase brasileira. O meia Giuliano, do Fenerbahçe, também destacou o atual sentimento de confiança da equipe para buscar o hexacampeonato mundial na Rússia, a partir do dia 14 de junho de 2018.

"Desde que conseguimos a classificação, o espírito já era Copa do Mundo, a preparação com uma responsabilidade maior. Estamos muito bem preparados e demonstramos isso a cada jogo. Nosso time tem atuado bem, temos que ir com esse espírito para a Copa do Mundo. Usar esses jogos para ganhar confiança, solidez, ganhar como grupo", disse.

A seleção brasileira volta a treinar nesta terça e quarta-feira em Paris, desta vez no Parque dos Príncipes, estádio do PSG. A delegação viaja para Lille na quarta à noite, treina no local do jogo na quinta, e enfrenta o Japão na sexta-feira às 10h (horário de Brasília), no estádio Pierre Mauroy. Fonte: Msn