CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Operação é realizada pela polícia em Garanhuns, com o objetivo de reprimir crimes de furto, roubo, homicídios e tráfico de droga



A ação foi coordenada pela delegada Maria das Graças, titular da 2ª delegacia. A operação tinha o objetivo de reprimir crimes de furto, roubo, homicídios e tráfico de droga na área da delegacia.

Uma operação foi realizada nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (30), pela Polícia Civil, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.


Foram cumpridos Mandados de Busca e Apreensão em cinco residências nos bairros da Liberdade e Jardim Petrópolis. Em uma delas foram encontradas drogas, dinheiro, duas armas de fogo e dois irmãos foram presos.

Além dos Agentes da 2ª delegacia, participaram da operação policiais de plantão na 18ª DESEC, Malhas da Lei, NIA e GATI do 9º BPM. Também participaram os delegados Alisson Câmara e Alex Almeida.

Ainda segundo a Polícia Civil, na casa de Ednaldo dos Santos, 35 anos, vulgo “Nau” morador da Rua do Oriente na Liberdade, foi encontrado mais de R$ 10 mil em espécie, um revólver calibre 38, munições, 45 gramas de crack, aparelhos de celulares e outros objetos suspeitos de serem furtados, televisor, botijão de gás, aparelho de som e duas blusas, possivelmente utilizada pelos indivíduos em ações criminosas.


Também foi preso seu irmão Evaldo dos Santos, de 28 anos, vulgo “Vada” com um revólver calibre 38, municiado. Ele também será autuado pelo crime de tráfico de drogas. 

Ainda segundo a delegada Maria das Graças, mais três suspeitos foram encaminhados a delegacia de forma coercitiva. Eles seriam os principais envolvidos em uma ação de vandalismo no bairro da Cohab I, em 25/06/2017, durante a ação criminosa eles teriam ateado fogo em um Ônibus Escolar que estava estacionado na praça. O caso continua sendo investigado pela delegada. Fonte: Agreste Violento