CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Libertadores? Dorival deixa empolgação apenas para a torcida do São Paulo

Para treinador, meta ainda é chegar o quanto antes à pontuação que garanta permanência na Série A


São Paulo já pode dizer que, atualmente, briga muito mais na parte de cima da tabela do que na de baixo. Mesmo assim, Dorival Júnior não muda seu discurso. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, neste sábado, em Goiânia, o treinador foi abordado sobre a empolgação da torcida, que já se manifesta sobre uma possível vaga na Libertadores de 2018 e parece ter deixado no passado o medo do rebaixamento.

– Continuo pensando da mesma forma, sou muito realista. O torcedor tem todo o direito de fazer o que quiser e vem dando demonstração de apoio, participação, entrega junto com a equipe. Quem não tem esses direitos somos nós. Temos de caminhar como vem sendo feito, rodada a rodada, buscando a cada momento uma melhora, lutando pelo resultado seguinte e sempre imaginando que nossa situação ainda não alterou – disse Dorival.

– A posição que nós chegaremos, sinceramente, nesse momento não me importa. O que quero o quanto antes é chegamos a esses 46, 47 pontos necessários para que fujamos o quantos antes. Nosso campeonato foi de débitos e ainda não saldamos esse débito – completou.

Apesar de manter os pés no chão e fazer questão de demonstrar isso nas entrevistas recentes, Dorival reconheceu mais uma vez sinais de evolução da equipe e citou como ela soube administrar o resultado diante dos goianos:

– Fico feliz, houve uma mudança comportamental, a equipe bem estruturada, taticamente está respondendo à altura. Tivemos jogos complicados, a equipe jogando a maior parte do tempo com posse de bola. Voltamos a ter uma atuação regular, segura. Sofremos um pouquinho no fim da partida, o gramado muito pesado, com o passar do tempo as coisas ficam ainda mais difíceis e mesmo assim tivemos um ótimo comportamento. Fonte: GloboEsporte