CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Homem morre após ultraleve que pilotava cair em Igarassu, no Grande Recife

A queda de um ultraleve na manhã deste sábado (11) em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, deixou um homem morto. De acordo com a Polícia Civil, o piloto identificado como José Erivan da Silva, de 46 anos, estava com uma pistola calibre 380 e morreu no local do acidente, que ocorreu em um terreno situado dentro de um condomínio em Nova Cruz, próximo à Praia de Mangue Seco.       
 
O corpo da vítima foi encontrado carbonizado, segundo os bombeiros, que foram acionados por volta das 10h e enviaram quatro viaturas para o local do acidente. Imagens enviadas para o WhatsApp da TV Globo mostram o ultraleve em chamas. Moradores da área usaram extintores de incêndio para apagar o fogo.     
 
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado e enviou o resgate aéreo e uma ambulância de suporte avançado para o local. O corpo da vítima foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, na área central do Recife.     
 
Investigações   
De acordo com a equipe de plantão na Delegacia de Paulista, que foi até o local do acidente junto com o Instituto de Criminalística (IC), o piloto tinha tirado a permissão de voo recentemente e decolou em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ainda segundo a Polícia Civil, o IC voltará ao local na segunda-feira (13) com uma equipe de peritos da Aeronáutica. O caso será investigado pela Delegacia de Cruz e Rebouças.    
 
Por meio de nota, o Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II) informa que o ultraleve caiu após colidir com uma árvore, mas não confirmou a procedência e o destino do piloto devido à ausência de um plano de voo. No texto, limita-se a informar que, com base em informações repassadas por pessoas que estavam próximas ao local do acidente, a vítima “possivelmente tinha como destino Hotel Gavôa Resort”, que “possui pista de pouso para ultraleve”. No fim do documento, destaca que uma equipe foi para o local para realizar “ações iniciais do processo de investigação”.Fonte: G1