CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Corrente de WhatsApp lembra importância de não informar locais de blitz


Após o grave acidente de trânsito que matou duas mulheres, uma delas grávida de quatro meses e deixou duas crianças e o pai delas gravemente feridos, começou a circular pelas redes sociais a imagem de uma campanha de conscientização voltada para pessoas que costumam compartilhar informações sobre a localização de blitze da Operação Lei Seca. 

Com o questionamento "De que lado você está?", a publicação sugere que, quem comete este crime pode estar contribuindo para acidentes como este, uma vez que o motorista, um estudante de engenharia João Victor Ribeiro de Oliveira, de 26 anos, condutor do Ford Fusion envolvido no acidente, foi submetido ao teste de bafômetro, que identificou uma concentração de 1,03 ml de álcool por litro de sangue, três vezes mais que o permitido. Autuado em flagrante por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas, com dolo eventual (quando assume risco de matar), ele foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, para aguardar julgamento. A pena pode chegar a até 30 anos por cada morte. estaria dirigindo sob efeito do álcool. 

Crime -Informar sobre a realização de blitze, ameaçando ou prejudicando o trabalho de órgãos de fiscalização de trânsito, é crime previsto no artigo 265 do Código Penal, podendo ainda agregar a tipificação de Formação de Quadrilha (Artigo 288 da mesma lei). O artigo 265 que trata do “atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública” prevê pena de reclusão de um a cinco anos, mais multa. Enquadram-se nesta conduta aqueles que, de alguma forma, atentarem contra o funcionamento adequado de serviços de utilidade pública. Entre eles, serviços de água, luz ou – obviamente – força policial. Divulgar uma blitz passa a ser crime no momento que interpreta-se que sua divulgação tem o objetivo de permitir que pessoas escapem dela. A divulgação de pontos de abordagem, aparentemente inofensiva, também contribui para a continuidade de outros crimes, como o tráfico de seres humanos, drogas e armas, bem como o furto e roubo de veículos. 

Acidente - O delegado Paulo Rameh, titular da Delegacia de Casa Amarela, ficará responsável pela investigação sobre o acidente de trânsito que deixou duas pessoas mortas e três feridas. A informação foi repassada esta manhã pela Polícia Civil de Pernambuco. O caso começou a ser apurado ainda na noite de ontem pelo delegado Ricardo Silveira, de plantão na Terceira Delegacia de Plantão da capital, no bairro de Santo Amaro, para onde o motorista apontado como suspeito de causador do acidente, foi levado após ser detido em flagrante.  

"Acertadamente, o Ministério Público pediu a prisão preventiva e juiz decretou. Ele vai ser julgado dentro do devido processo legal, mas o fato é gravíssimo e ele deve ter a reprimenta forte do estado porque ele estava alcoolizado, em velocidade excessiva, tudo comprovado pelos autos e assumiu o risco de produizr as mortes que ele de fato praticou. Ele confessou o fato e a partir de agora vai ser custodiado no Cotel e vai responder pelo processo. Foi acatado 100% do que o Ministério Público, de converter esse flagrante em prisão preventiva em virtude que não houve nenhum vício e que ele foi acompanhado pelo advogado. Tem que receber uma reprimenda forte. Ele não confessou o uso de drogas, mas confessou o uso de Rivotril e de álcool. Disse que estaria bebendo desde as 13h. Foi frio e não demonstrou arrependimento. Ele alega que não tem consciência e depois que estava consciente. Eu acho que é uma estratégia de defesa. Ele diz que não lembra do acidente, mas que provalmevente estava indo para casa, estava completamente embreagado.O próximo passado, quando o Ministério Público oferecer a denúncia, vamos prosesseguir com o processo e que seja com o punho firme do estado", disse o advogado Carlos Queiroz, assistente de acusação.  Fonte: Diário de Pernambuco