CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Santa Cruz perde para o Figueirense e agoniza no Z4

Após sofrer dois gols no primeiro tempo, tricolores diminuíram na etapa final, mas não evitaram um novo vexame.


Mais do mesmo no confronto direto contra a queda. A cada rodada disputada a situação piora. 

Desta vez, o Santa Cruz foi derrotado pelo Figueirense por 2x1, neste sábado (14), no estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

Com a nova derrota – a terceira seguida –, os tricolores chegaram ao quinto jogo sem vencer e seguem estacionados na 18ª colocação, com 29 pontos, cinco de diferença para o primeiro time fora do Z4. A nove jogos do fim da competição, o próximo compromisso será contra o Oeste/SP, na terça-feira (17), no estádio do Arruda.

Susto para a defesa coral antes do primeiro minuto da partida e milagre de Júlio César, que salvou o time com uma excelente defesa após desvio do atacante Zé Love, livre de marcação na pequena área. 

No rebote, Jorge Henrique jogou a bola para fora. 
Pressionados pela vitória, as equipes buscavam o ataque, mas tinham uma postura precavida e cautela na tomada de decisão. Aos 17 minutos, Grafite perdeu uma grande chance. 

O camisa 23 aproveitou o chutão de Anderson Salles, entrou na área em velocidade e tentou driblar o goleiro Saulo, que cresceu e tirou a bola dos pés do atacante. Força de vontade sobrava dentro de campo. 

Apesar da disposição, os times encontravam dificuldades para armar jogadas efetivas.


Mesmo sem tanto ímpeto ofensivo, o Figueirense explorava a bola parada do meia Marco Antônio. E tirou proveito aos 28 minutos da etapa inicial. No terceiro escanteio seguido, Zé Love pegou a sobra da disputa de bola dentro de área e só teve o trabalho de fuzilar as redes do camisa 1 tricolor, abrindo o marcador. Em desvantagem, a Cobra Coral sentiu o golpe e sequer esboçou reação. Se a situação estava ruim, piorou aos 37 minutos quando o adversário aumentou. Após erro do Santa no meio de campo, Zé Love roubou a bola, tocou para Jorge Henrique, que cruzou rasteiro e com qualidade para Renan Mota ampliar antes do fim dos primeiros 45 minutos: 2x0.

Insatisfeito com a baixa produtividade do time, o técnico Marcelo Martelotte promoveu uma mudança no intervalo. Acionou Ricardo Bueno no lugar de André Luís. 

Assim como no primeiro tempo, os catarinenses tomaram a iniciativa e por pouco não chegaram ao terceiro. 

Aos cinco minutos da etapa complementar, Zé Love deu um toque na bola sem pretensão e acabou acertando o travessão de Júlio Cesar.

 Impaciente, o treinador coral tirou Thiago Primão e apostou em Natan.

 Apesar de ter uma posse de bola maior, o Santa Cruz não conseguia agredir os donos da casa, que estavam bem postados defensivamente e querendo encaixar um contra-ataque mortal para sacramentar a vitória.

O Figueira travou os pernambucanos, mas a bola parada de Anderson Salles acendeu as esperanças aos 34 minutos. O zagueiro cobrou uma falta direto para a área, a bola passou por todo mundo e foi parar direto nas redes de Saulo. O gol animou os corais, que aparentemente estavam mais inteiros para os dez minutos finais. Com o fim da partida dramático e cheio de tensão, os tricolores partiram para o abafa em busca do empate. Sufocou os alvinegros, mas descontou tarde demais e amargou mais um tropeço fora de casa, acumulando um jejum de mais de quatro meses sem ganhar como visitante.

Ficha do jogo
Figueirense 2
Saulo; Dudu (Dudu Vieira), Leandro Almeida, Henrique Trevisan e João Lucas; Zé Antônio e Pereira; Renan Mota (Joãozinho), Marco Antônio (Patrick) e Jorge Henrique; Zé Love. Técnico: Milton Cruz.
Santa Cruz 1
Julio Cesar; Nininho, Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri; Wellington Cézar, Derley e Thiago Primão (Natan); André Luís (Ricardo Bueno), Grafite (Bruno Paulo) e João Paulo. Técnico: Marcelo Martelotte
Local: Orlando Scarpelli (Santa Catarina/SC)
Horário: 16h30.
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF).
Assistentes: Luciano Benevides de Sousa e Leila Naiara Moreira da Cruz (ambos do DF)
Gols: Zé Love (aos 28min do 1T) e Renan Mota (aos 37min do 1T); Anderson Sales (aos 34min do 2T).
Cartões amarelos: Yuri, Wellington Cézar, João Paulo e Derley (Santa Cruz); Jorge Henrique, Leandro Almeida e Zé Antônio (Figueirense);
Fonte: FolhaPE