CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Dr. Evandro Mauro, salve-se quem puder


         Quando há algo errado na sociedade, a resposta é a violência. Vivíamos em uma cidade pequena, tranquila. Praticamente conhecíamos todos nossos vizinhos, vivíamos nas calçadas, nas praças, até altas horas da noite jogando conversa fora. Fazíamos questão de abrir nossas portas. As padarias, lanchonetes, lojas e bares eram lugares seguros, até que tudo mudou. De repente fomos tomados por um medo assustador, estamos trancafiados em nossas próprias casas, e olhe lá quando não são invadidas. Padarias, lojas, mercadinhos, calçadas, praças, tudo se tornou perigoso demais.

         Quando há algo errado na sociedade, a resposta é a violência. Isto se prova no ato da câmara de vereadores de nossa cidade. O órgão que deveria lutar por mais segurança nessa terra, se rende ao medo contagiante que atinge a todos, embora não devesse, e antecipa o horário de suas sessões para 16:30 às 20h, e de certa forma manda um recado à sociedade; depois das 20h, quando os nobres membros desta casa estiverem a salvos, vale a máxima; salve-se quem puder.

         Infelizmente os alunos do Cassiano, Donino, Bento Américo, Maria Galvão, Marcos Freire, Tomás Alves, João Monteiro etc., não poderão antecipar o horário de suas aulas e saírem às 20h, só sairão às 22h, mesmo com a violência. Nem os funcionários das lanchonetes poderão sair mais cedo, terão que suportar seu medo até às 22/23h. Nem os “motos taxis” poderão ir para casa se esconder mais cedo, precisam trabalhar até tarde, não têm as mesmas prerrogativas dos vereadores. Metade da população precisa ficar na rua até às 22h, inclusive os jovens estudantes.

         Talvez fosse melhor um toque de recolher às 20h da noite, assim ninguém correria perigo; nem os vereadores nem nós, simples mortais que precisamos trabalhar, estudar e viver à noite. Enquanto isso não acontecer, depois das 20h, pra mim, pra você, pra nós; salve-se quem puder.
Fonte: Dr. Evandro Mauro.