CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV BOA ESPERANÇA

CLIP GOSPEL

Brasil vira com duas bombas, despacha a Alemanha e pega a Inglaterra na semifinal do sub-17


O JOGO
Um erro na defesa, um pênalti cometido, e a Alemanha abriu o placar aos 20 minutos de jogo. O gol desconcentrou a seleção brasileira, mas, aos poucos, o time de Carlos Amadeu foi se reencontrando em campo. Na volta do intervalo, o Brasil foi para cima, mostrou muita vontade e foi recompensado. Criando chance atrás de chance, os brasileiros chegaram ao empate aos 25 minutos, em pancada de Weverson, e viraram seis minutos depois, e belo chute de fora da área de Paulinho. Com acréscimos até os 53 minutos, a equipe ainda teve que lutar muito, mas segurou o 2 a 1 e comemorou muito a classificação para a semifinal do Mundial sub-17.


NA SEMIFINAL
Depois de eliminar a Alemanha, o Brasil terá a Inglaterra pela frente na semifinal. O confronto será na quarta-feira, às 9h30 (de Brasília), em Guwahati. No mesmo dia, às 12h30 (de Brasília), Mali e Espanha disputam a outra vaga na decisão, em Bombaim.

PRIMEIRO TEMPO
O Brasil começou a partida pressionando e quase abriu o placar logo aos cinco, em chute de Alanzinho que parou na trave. Mas a Alemanha passou a pressionar a saída de bola e foi assim que abriu o placar. Luan Candido perdeu a bola na defesa, Arp entrou na área e foi desarmado por Lucas Halter, mas a sobra ficou com Yeboah, que foi derrubado pelo próprio Halter. Na cobrança, Arp deslocou Brazão, marcou seu quinto gol no campeonato e fez 1 a 0 aos 20 minutos. Os brasileiros sentiram o gol, e Abouchabaka ameaçou em chute cruzado, mas foram se acertando aos poucos e conseguiram equilibrar as ações.


SEGUNDO TEMPO

Uma cabeçada por cima do gol de Vagnoman aos 11 da segunda etapa com Brazão já batido pareceu ter acordado de vez o Brasil. O time de Carlos Amadeu foi para cima e começou a criar grandes chances. Lincoln ameaçou em dois lances seguidos, com Plogmann espalmando chute cruzado, e a cabeçada indo para fora aos 15. A pressão virou gol aos 25, quando Alanzinho pegou a sobra na entrada da área e rolou para Weverson soltar a pancada e deixar tudo igual. Os brasileiros seguiram em cima, Lincoln perdeu oportunidade clara aos 30, mas, no minuto seguinte, Paulinho acertou belo chute de fora da área para garantir a virada. A tarefa, então, passou a ser segurar o resultado. E deu trabalho. O árbitro deixou a partida seguir até os 53 minutos, mas o time de Carlos Amadeu garantiu o 2 a 1. Fonte:GE