CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Presidente do Santos diz que Nilmar tem depressão; contrato é suspenso


Nilmar foi diagnosticado com depressão, vem sendo medicado e está afastado dos jogos do Santos por tempo indeterminado. Segundo comunicado do clube, o jogador pediu a suspensão do seu contrato, o que desobriga o Peixe de pagar os salários até (e se) o vínculo voltar a ser válido. A informação foi inicialmente publicada pelo Blog do Paulinho e confirmada ao GloboEsporte.com pelo presidente do clube, Modesto Roma Júnior.

O Santos tem o diagnóstico da depressão. O departamento médico vai cuidar do caso – afirmou o dirigente.

O atacante procurou o clube dizendo que estava passando por problemas pessoais e se sentindo triste, deprimido. O Alvinegro se colocou à disposição com os departamentos médico e de psicologia, que diagnosticaram a doença. O atleta já dava sinais de tristeza nos treinamentos e nas concentrações para as duas partidas em que atuou.

O Santos FC acatou a solicitação do atleta Nilmar para cumprir um afastamento temporário, sem ônus para o clube, para tratar de questões de saúde, com a anuência do Departamento Médico. A Diretoria dará o apoio necessário para que sua reintegração ocorra o mais breve possível – diz a nota oficial do clube.

Nilmar esteve em campo pelo Santos em apenas 39 minutos, quando entrou no segundo tempo das partidas contra Coritiba e Cruzeiro. Antes do clássico contra o Corinthians, no dia 10, o clube divulgou que ele era desfalque por conta de uma conjuntivite.

O atacante foi apresentado no Peixe dia 10 de julho, após ficar mais de um ano sem atuar em partidas oficiais. Em sua entrevista, demonstrou confiança em poder retornar aos gramados e resgatar o alto nível de seu futebol. O contrato vai até o fim de 2018.

Thiago Ribeiro superou a depressão. O atleta sentiu os efeitos da doença por dois anos. O diagnóstico foi feito também pelo Peixe, em 2014, e o atacante não parou de atuar nos empréstimos para Atlético-MG e Bahia. No fim do ano passado, o jogador foi curado e hoje é uma das opções para o técnico Levir Culpi. Fonte: Globo Esporte.com