CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Prefeitura de Belo Jardim irá comprar merenda dos agricultores locais



A Prefeitura de Belo Jardim, por meio das secretarias de Educação e Agricultura e Meio Ambiente, irá comprar a agricultores locais no mínimo 30% da merenda distribuída nas escolas municipais. A ação atende a resolução nº 26/2013 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que determina que parte da merenda escolar seja comprada de agricultores do município.

Uma reunião foi realizada, nesta segunda-feira (25), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Belo Jardim (STR-BJM), para explicar como irá funcionar a compra de alimentos. Os agricultores do município precisarão passar por um cadastro e atender aos requisitos do programa. A compra será realizada por meio de uma chamada pública.

Segundo o secretário de Educação, Ricardo Oliveira, as gestões anteriores nunca cumpriram a resolução. “Iniciamos agora a discussão e iremos colaborar para que a merenda seja fornecida pelos produtores daqui. Recebemos R$ 192 mil por mês para custear a alimentação dos alunos. Destes, pelo menos, R$ 60 mil serão comprados de produtores da nossa cidade”, explica.


A alimentação dos alunos será mais saudável, com foco em alimentos naturais, segundo a nutricionista da Secretaria de Educação, Camilla Pontes. “Vamos trocar os industrializados pelos produtos da agricultura familiar. Os alunos terão uma variedade no cardápio com frutas, verduras, legumes, raízes e grãos. A nossa meta é melhorar a merenda e dar mais qualidade aos alimentos que são servidos aos estudantes”, afirma.

A ação irá fortalecer a agricultura familiar e gerar renda. “É uma grande oportunidade de fomentar as pequenas plantações e incentivar a produção na nossa zona rural. Os agricultores irão vender ao município, terão compromisso e poderão planejar a plantação sabendo que vão receber em dia e terão seus produtores valorizados. O dinheiro vai circular na cidade, gerando renda e muitas oportunidades”, explica o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Roberto Barbosa.