CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

'Amei ser chão quando nem eu tinha', diz Geraldo Luís em texto comovente para Marcelo Rezende

Grande amigo do jornalista Marcelo Rezende, o apresentador do Domingo show, Geraldo Luís, fez uma homenagem ao amigo, morto em decorrência de falência de múltiplos órgãos após luta contra um severo câncer de pâncreas que irradiou para o fígado. Ele estava internado desde a terça-feira, no hospital Moriah, na zona sul de São Paulo.   

"Fim... Amei ser seu amigo, amei tornar seu irmão. Amei aprender com você, amei caminhar com você em noites de esperança e fé. Amei nossos momentos de dor e amor, amei ser chão quando nem eu tinha. Amei ouvir você no silêncio daquele quarto. Amei sentir o que sentiu... esperança que tudo daria certo. Algo nos moveu juntos, e escolhi aceitar suas escolhas por ser um sábio da vida. Amei ter você como Pai... irmão, colega de trabalho e professor. Você sempre estará em mim, VIVO", escreveu ele, como legenda para uma das inúmeras fotos dos dois juntos.    

Embora tenha iniciado o tratamento com quimioterapia em maio, quando precisou se afastar do trabalho, o apresentador do Cidade alerta abandonou as técnicas tradicionais e optou por um processo espiritual, realizado em Minas Gerais. Ele tornou pública a doença em maio deste ano, após cerca de uma semana de mistério e até exploração midiática por parte da emissora na qual trabalhava. O anúncio da enfermidade foi anunciado como material exclusivo uma semana após ele entrar de licença para tentar se curar do câncer.     

Apresentador do Cidade alerta desde 2012 e profissional com mais de 40 anos de profissão, Rezende teve passagens pela RedeTV!, Globo e vários outros veículos de comunicação. Ele foi responsável por grandes coberturas jornalísticas, como quando mostrou o abuso policial na Favela Naval, em Diadema, São Paulo. Fonte: Diário de Pernambuco