CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Presidente da Federação Francesa acredita em regularização rápida de Neymar


No que depender da opinião do presidente da Federação Francesa (FFF), os fãs de Neymar e os torcedores do Paris Saint-Germain podem ficar esperançosos de ver o craque em campo em pouco tempo. Noël Le Graët afirmou ao jornal L’Équipe que a papelada já foi resolvida da parte francesa, faltando apenas a liberação da Federação Espanhola (RFEF). O que, ao menos para o dirigente francês, não deve demorar.

O documento está completo. Não deve demorar. Os serviços da Federação Francesa estão em contato com os da Federação Espanhola. Não há nenhuma razão para este bloqueio continuar. São arranjos complexos. Mas hoje, eu repito, não há documento faltando. Você está ciente de que existem atualmente alguns problemas com a Federação Espanhola (com a prisão do ex-presidente Angel Maria Villar em julho). Eu não tenho nenhuma dúvida de que será rapidamente resolvido – afirmou Le Graët ao L'Équipe, rejeitando a tese de uma retaliação do Barcelona ou da RFEF.

Eu não acredito, eu não acho. Você sabe, os lobos não comem uns aos outros.

Noël Le Graët também refutou as reclamações de que o Campeonato Francês vai ficar ainda mais desequilibrado com o investimento do PSG. Além de lembrar que a disparidade entre os times é comum nas ligas europeias, o presidente da federação destacou o trabalho de clubes como Nice, Lyon e Olympique de Marselha, que contrataram diversos jogadores nesta janela, para explicar o equilíbrio na Ligue 1.

Temos um clube, o PSG, com enormes recursos, que trabalha bem. Esta operação não está diretamente relacionada com o Campeonato Francês. O objetivo é a Liga dos Campeões. Todo mundo sabe disso. Esta ambição é legítima. Eu também percebo que em todos os campeonatos, na Espanha com dois grandes, na Alemanha com o Bayern, há as locomotivas. Na França, este também é o caso. Mas cada clube tem a sua identidade. Nice, Lyon, temos visto nas últimas semanas, trabalharam muito bem. Assim como o Olympique de Marselha. Nosso campeonato é atraente e competitivo.

Sobre o Fair Play Financeiro, o dirigente lembrou que a Liga de Futebol Profissional da França possui a Direção Nacional de Controle de Gestão, criada em 1984, responsável por fiscalizar as contas dos clubes do país. Além disso, a Uefa seguirá fiscalizando o PSG como já faz há alguns anos.

Lembro-me de que fomos os primeiros a criar uma Direção Nacional de Controle de Gestão. E nós sempre fomos extremamente atenta a esses elementos. PSG responderá a Uefa, como tem sido desde a chegada dos cataris. Com o PSG, não estamos em um ambiente convencional. Ele não depende das categorias de base, dos direitos televisivos, o modelo é diferente. E a Federação nunca teve nada para reclamar sobre as ações dos proprietários do Catar. Nossos dois países têm relações serenas.Fonte: Globo Esporte.com