CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Pimpão pede desculpas a Berrío após lance duro: "Espero que não tenha sido grave"


Os 20 minutos do segundo tempo entre Botafogo e Flamengo, Rodrigo Pimpão deu dura entrada no tornozelo de Berrío. O colombiano sentiu fortes dores, deixou o estádio mancando e mostrou o resultado da lesão. Na tarde desta quinta-feira, Pimpão emitiu nota oficial em que comenta o lance e revela ter pedido desculpas ao atleta rubro-negro.

Após o jogo, procurei o Berrío para me desculpar e explicar o lance; Ele concordou e me entendeu, ficando assim tudo resolvido entre nós.

No comunicado, o atacante do Botafogo afirma não ter tido intenção de machucar Berrío e destaca que tinha o receio de receber cartão durante o jogo. Com o amarelo, fica suspenso e fora da grande decisão da Copa do Brasil, na próxima semana.

Berrío, que deixou o Nilton Santos com fortes marcas da pancada, se disse preocupado para o jogo de volta.

Foi uma patada e não posso caminhar. Me preocupo, porque não me sinto bem para caminhar. Me preocupa para sábado e para o jogo de volta da Copa do Brasil, contra o Botafogo. Quero jogar a semifinal em nossa casa, me preocupa, mas vamos tentar fazer a nossa recuperação. Só Deus sabe (se vai jogar).

Confira na íntegra a nota
Ontem, no clássico com o Flamengo, pela Copa do Brasil, houve uma disputa de bola com o Berrío, na qual eu acabei chegando um pouco atrasado no lance e, no contato, ele acabou sentindo e espero que não tenha sido nada grave. Gostaria de deixar claro a todos que em momento algum fui com intenção de machucá-lo, até mesmo por não querer levar o cartão, pois sabia que mesmo um amarelo iria me deixar de fora da próxima partida. Infelizmente isso é coisa de futebol, acontece coisas do tipo. Em nove anos de carreira nunca agredi/machuquei nenhum companheiro de trabalho, nunca foi do meu feitio. Quem me conhece, sabe a forma que me entrego dentro de campo e não desisto de uma bola sequer. Um exemplo claro é o meu último gol, que marquei na Libertadores.

Explano também que, após o jogo, procurei o Berrío para me desculpar e explicar o lance; Ele concordou e me entendeu, ficando assim tudo resolvido entre nós.

Na próxima quarta, dia 23, será o jogo decisivo e estarei na torcida pelo Fogão e pela paz entre as torcidas, dentro e fora do Maracanã.Fonte: Globo Esporte.com