CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Dr. Leandro Martins e a moral versátil dos Belojardinenses



         Apresento minhas percepções quanto ao comportamento dos belo-jardinenses que se interessam em discutir a política local. Desde a adolescência me interesso em conversar sobre a política local. Entretanto, a partir de 2015 que realmente comecei a perturbar o sossego dos que dominam o espaço de poder político. Aqui, acolá caímos nas armadilhas da vaidade, é inevitável.

         Mesmo com o advento da Internet, me parece que não conseguimos influenciar na escolha de melhores representantes políticos. Muitos continuam utilizando as mesmas estratégias escusas para chegar ao poder. Temos sim, avançado no sentido de coibir prática de crimes por políticos mandatários ou pelo menos deixar claro que uma hora eles serão punidos.

         Há algo de errado no nosso sistema de coisas. Enquanto não acordarmos para isso e agirmos para mudar, continuaremos, andando em círculos. Como para administrar algo burocrático, que se exigem conhecimentos específicos, escolhemos dentro de um mês de campanha alguém com reputação questionável, que simplesmente passa na nossa porta, pega na nossa mão, nos dá um abraço suado que nem sempre das pessoas que mais amamos, às vezes queremos levar.

Não vou entrar aqui na questão da compra de votos que todo mundo comenta, é tão bem feita. Os criminosos, em regra, saem impunes. Como podemos escolher um candidato a Prefeito, simplesmente, pelas propagandas veiculadas na internet, preparadas por marqueteiros que realmente não condizem com a realidade dos atributos do candidato?

         O comportamento das pessoas que escutam, leem ou conversam sobre política em Belo Jardim é versátil. É claro, todos nós temos interesses. Mas o que nos doma, o que nos faz viver em paz social, é no mínimo, saber que as Leis justas do nosso Município estão sendo cumpridas. Quando isso não ocorre, há conflito. E é isso que estamos vivenciando em menos de um mês do Governo Hélio dos Terrenos que quer administrar um Município rico como se fosse sua mal falada Imobiliária.

Quem lê ou ouve falar de questões políticas, precisa sondar a credibilidade de quem fala. Qual a real intenção de quem fala. É preciso tomar cuidado para não ficar alienado, e não compreender o que se passa no cenário político e nos jogos do poder. Porque tudo isso acaba menos dia, mais dia, influenciando na nossa qualidade de vida.

         Em Belo Jardim, muitas pessoas que criticavam a má conduta do Sr. João Jatobá, o cassado, hoje defendem o Prefeito Hélio pela prática das mesmas condutas daninhas a administração pública. Mas vão além, tomam para si, a mesma postura de alguns militantes de João, e passam a atacar quem pensa diferente, com agressões quanto à profissão das pessoas, orientação sexual, etc.

Por aí se tira a conclusão, existem belo-jardinenses que em defesa de seu ponto de vista, desrespeitam as regras de trato social e sua postura é sim, um traço de parcela da nossa Comunidade.

          Acusam-me de ser parcial, nunca disse que sou imparcial. Defendo o cumprimento das Leis Municipais justas e outras Legislações Estaduais e Federais que o Município deve acatar. Aliás, essa deveria ser a concretização da missão dos Vereadores de nossa Câmara. O cumprimento da Lei é o mínimo para que tenhamos progresso na saúde, alimentação, trabalho, educação, etc. 

Em relação a como os vereadores se organizam, situação x oposição, respeitando a fidelidade partidária é o que importa. Todos os Vereadores que lá estão se submeteu ao pleito eleitoral, o povo escolheu, então representam o povo quer gostem ou não alguns. Essas são as regras nos jogos do poder. Não existe lugar em certos momentos para emotividade.

 Se incomodo, não é problema meu. Se de 2015 para cá, minha atuação na vida pública em alguns momentos diminuiu, deve-se a problemas pessoais que todos nós temos, e que às vezes é preciso diminuir o ritmo de atividades. Isso poderá acontecer nos próximos anos ou não.

          Por enquanto, estou aqui firme e forte, juntamente, com outras pessoas bem intencionadas da nossa cidade para ajudar o Prefeito a mudar nossa vida para melhor, porque até agora ele só conseguiu mudar a vida de poucas pessoas, inclusive comprometendo o funcionamento da Administração Pública que Dr. Gilvandro Estrela havia deixado em melhores condições, já que o atual Prefeito vem praticando atos ilícitos. Quem ajuda nem sempre é quem elogia, mas quem faz uso dos mecanismos legais para mostrar ao Governante que ele não pode tudo o que quer. Pois está adstrito ao que a Lei autoriza.
Texto do belo-jardinense : Dr. Leandro Martins da Silva.