CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Quarto árbitro nega interferência externa: "Acusação descabida"


Flavio Rodrigues de Souza, quarto árbitro da partida entre Santos e Flamengo na Vila Belmiro, válida pelas quartas de final da Copa do Brasil, afirmou ao GloboEsporte.com que não houve nenhum tipo de interferência externa durante a partida. Especialmente no lance em que o árbitro Leandro Vuaden anota um pênalti em Bruno Henrique e depois muda a decisão, marcando escanteio para o Santos.

Quando acontece o lance, eu tenho a minha opinião, de que foi na bola. Nos estádios, por causa do barulho, a comunicação pelo rádio é difícil. Então, quando é preciso tomar uma decisão técnica, a conversa precisa ser pessoalmente. Então o Vuaden veio até mim e perguntou: "O que você viu?" Eu disse a ele: "De onde eu estou, vi que ele [Réver] pegou só a bola". E não disse nada além disso. Ele veio buscar uma informação, porque ele estava em dúvida, e a única pessoa que ele pode consultar sou eu. Isso foi o que de fato aconteceu.


Flavio Rodrigues de Souza negou ainda que tenha conversado com quem quer que seja sobre o lance durante a partida.

Eu tenho uma carreira a zelar. A gente não chega da noite para o dia em jogos como esse. Eu jamais colocaria em risco para tentar salvar um jogo. Uma interferência externa para nós é algo muito grave. Não existe essa hipótese. E outra coisa: os bancos de reservas na Vila Belmiro ficam muito perto de onde fica o quarto árbitro. Se eu tivesse tido qualquer conversa com qualquer repórter, o banco do Santos veria e reclamaria. Pode notar que acabou o jogo e ninguém tocou no assunto, ninguém reclamou.

Por telefone ao GloboEsporte.com, o árbitro Leandro Pedro Vuaden também afirmou que não houve interferência externa no lance.Fonte: Globo Esporte.com