CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Prefeitura oficializa exclusão de irregularidades no Bolsa Família


A Secretaria de Ação e Desenvolvimento Social protocolou, nessa terça-feira (18), a entrega do ofício-resposta à Procuradora da República Natália Lourenço Soares, que investiga os casos de irregularidades no Bolsa Família de Belo Jardim.

A recomendação federal foi descoberta assim que a nova gestão tomou posse e imediatamente passou a ser cumprida. Ao todo, mais de 1.300 nomes estavam recebendo o auxílio sem se encaixar no perfil do programa. Entre eles, empresários e supostas pessoas já falecidas. O rombo nos cofres públicos passa de um milhão de reais, somente na lista que contém os CNPJs.

Para se ter uma ideia, 266 empresários faziam parte do esquema. A.C.S. recebeu um acumulado de R$ 28.836. Já M.E.S.O. chegou a embolsar R$ 15.260. Enquanto isso, a população que realmente precisava, estava na fila de espera para receber o Bolsa Família.


De acordo com o prefeito Gilvandro Estrela, essa farra acabou. “É inadmissível que pessoas que não precisam tomem o lugar de outras que realmente se enquadram no auxílio”, disse.

Já a secretária Rosemere Guimarães, acredita que a entrega do ofício ao órgão responsável pela investigação demostra o compromisso da gestão com a transparência.

Segundo o Diretor de Programas Sociais, Ricardo Nunes, a exclusão das pessoas irregularidades abriu vagas para famílias que esperavam pela inclusão no Bolsa Família há anos. “Conseguimos pôr fim a todas as irregularidades. Temos respeito pelo dinheiro da população e por aqueles que mais precisam. Nosso trabalho é sério”, ressaltou o diretor, no ato da entrega do ofício à Procuradoria da República.