CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Prefeitura de Pesqueira, consegue projeto de passeio de maria fumaça entre Pesqueira e Mimoso


A malha ferroviária entre Pesqueira/Ipanema/Distrito de Mimoso poderá ser usada, após restauração, para compor uma rota turística que vai levar passageiros e visitantes para conhecer, num clima charmoso, as paisagens, a vida real das famílias e introduzir o Turismo de Aldeia em Pesqueira.

O projeto é único na região Nordeste. A prefeita Maria José pretende criar um passeio de Maria Fumaça (locomotiva a vapor) ligando Pesqueira ao distrito de Mimoso, cruzando a estação e o pontilhão de ferro de Ipanema, que pode revolucionar e profissionalizar o turismo no município.

O anúncio foi feito pela própria prefeita, ontem à noite (28 de julho), durante a solenidade de reinauguração da Quadra Poliesportiva Municipal, a antiga quadra do SESI. Esse evento contou com praticamente todos os secretários do Governo Municipal, os deputados estaduais João Eudes e Ossésio Silva, vereadores, religiosos, autoridades e o público em geral.

Na ocasião, a prefeita também anunciou a criação do Marco Zero, um parque denominado Poço do Pesqueiro que será construído exatamente num terreno por trás da Quadra do SESI, onde teria sido comprovado como local exato onde os viajantes paravam no poço para reabastecer no passado, e que deu origem ao nome do município. O Parque Marco Zero, que será financiado pelo Ministério das Cidades, terá interligação com a Quadra do SESI, fornecendo dois equipamentos de lazer para a população.

Sobre o projeto da Maria Fumaça, a prefeita disse que, durante visita à Brasília, um Ministro garantiu a verba para os projetos do Trem Turístico e do Marco Zero Poço do Pesqueiro. Para a restauração da malha ferroviária “está tudo sendo estudado, onde trechos dos trilhos serão desobstruídos, e já se tem um projeto pronto, uma ideia. A Estação de Ipanema será reconstruída com a mesma arquitetura e o belo pontilhão será revitalizado. A intenção é que a Maria Fumaça, que terá dois módulos de passageiros, seja um equipamento para soerguer o turismo em Pesqueira”, revelou.

A ideia prevê a utilização de duas paradas no caminho (Ipanema e no Pontilhão), onde esses locais seriam pontos de apoio para a venda de artesanato, comidas da região e flores. Mimoso agora conta com produção de gérberas e rosas. O percurso, de 26 quilômetros de extensão (16 está em bom estado) será desobstruído e as construções irregulares sobre a linha não terão direito à desapropriação.

A área deverá ser objeto de planos de desenvolvimento, denominado Turismo de Aldeia, projeto único a ser executado no Nordeste. Segundo o secretário de Finanças, Airton Monteiro, o Turismo de Aldeia “É uma oportunidade única para apreciar uma fatia real da vida e cultura das famílias tradicionais”. É como que um regresso ao passado, numa visita à nossa família, aos nossos avós, com acolhimento caloroso, encarnação da reconhecida e louvada hospitalidade pesqueirense. As casas velhas e de arquitetura tradicional são “uma espécie de museu”, possibilitando uma tranquila e relaxante experiência de estadia.

A ideia também é que o trajeto seja pontuado com famílias cadastradas, onde o turista poderá tomar um café tradicional, comer uma tapioca quentinha e provar da culinária genuína do município, além do passeio de trem ser animado com forró pé-de-serra e apresentações culturais.

A proposta do trem turístico Pesqueira-Ipanema-Mimoso é inspirada em passeios semelhantes já realizados no Brasil. No Espírito Santo, por exemplo, o Trem das Montanhas Capixabas percorre velhas ferrovias, passando por túneis e pontes do século 19, para contemplação da paisagem serrana.

Em Pesqueira, o roteiro depende da reconstrução da Estação de Ipanema, da revitalização do Pontilhão e da restauração de parte da malha ferroviária (trilhos e dormentes). Os recursos, após aprovação do projeto, devem chegar em breve, quando as obras serão iniciadas.

Segundo Airton Monteiro, o projeto executivo fornece todos os elementos necessários para a execução da obra. O pontilhão do trem, os trilhos e os dormentes devem são tombados como patrimônio do Município. “Já apresentamos o projeto e agora estamos aguardando o parecer do Ministério para lançar a licitação”, diz Airton.

Semana passada, foi feita uma verdadeira varredura em todo o percurso utilizando drones para mapear as áreas onde a malha ferroviária e as encostas precisam de mais reparos. Em Ipanema, foi feito um estudo fotográfico para juntar elementos e reconstruir a estação de acordo com suas características originais.

Técnicos e especialistas vão orientar as obras de reconstrução. “É uma forma de garantir a existência da ferrovia. A infraestrutura está pronta, só precisa de adaptações e reformas. A Maria Fumaça já existe num depósito de equipamentos férreos na Estação do Metrô Werneck, no Recife, e tudo está ao nosso favor. O projeto vai revolucionar a arte de fazer turismo em Pesqueira”, finalizou a prefeita Maria José, entusiasmada com o projeto.

Texto: Flávio J Jardim