CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

No Náutico, Giovanni revela tonturas e que atuou "no limite"


Desde que chegou ao Náutico, Giovanni agarrou logo a titularidade. Após a saída de Marco Antônio, o time vinha sentindo a falta de um meia de armação e, dentro das opções do elenco, ele foi quem melhor se encaixou. Mas ainda há um problema: o jogador só conseguiu atuar em uma partida inteira, na derrota de 2 a 1 para o Boa Esporte-MG - quase sempre é substituído. No começo, o então técnico Waldemar Lemos ponderou que ele ainda não estava na melhor forma. Apesar de ter melhorado neste aspecto, o camisa 10 passou a conviver na última semana com uma indisposição estomacal, que o fez ter de atuar no limite.

Giovanni revelou que não vinha se alimentando bem na última semana. E que, durante a vitória de 1 a 0 sobre o ABC-RN, na última terça-feira, a sua visão "escureceu". Esgotado, pediu pra deixar o campo. Mesmo assim, o tempo jogado ainda foi maior do que nas duas últimas partidas - contra o ABC-RN, saiu aos 41 do segundo tempo e diante do CRB e do Guarani, aos 27 da segunda etapa.

Eu venho com um probleminha. Há uma semana, eu estou passando mal, com dor no estômago e tontura. No jogo, em um momento, eu estava bem fisicamente, mas minha visão escureceu. Não consegui me alimentar bem, só tomando muito líquido. Caí, mas eu estava bem fisicamente - disse Giovanni em entrevista à Rádio Jornal.

Contra o ABC, Giovanni aguentou ficar no campo até os 41 minutos do segundo tempo. Fonte: GEPE

Peça-chave do esquema montado por Beto Campos, Giovanni também falou da dificuldade para dormir. Mas esta, causada por dano psicológico. O jejum de vitórias vinha incomodando o jogador, mas o Náutico, finalmente, conseguiu vencer a primeira partida na Série B na última terça-feira, contra o ABC-RN, fora de casa, por 1 a 0.

Precisava acontecer faz tempo. Eu estou há duas ou três noites sem dormir, porque isso incomoda a nós e a nossa família, que sofre junto conosco. Temos de tirar forças até de onde não temos.