CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Justiça reduz indenização de Gentili a doadora de leite pernambucana

O Tribunal de Justiça de Pernambuco reduziu em R$ 120 mil a indenização a ser pagar por Danilo Gentili, Marcelo Mansfield e a TV Bandeirantes a Michele Maximino, pernambucana ofendida por eles no programa Agora é tarde em 2013. Em 2016, a juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão, da 2ª Vara Cível de Olinda, estabeleceu o valor da sentença em R$ 200 mil reais mas, nesta semana, desembargadores do TJ-PE diminuíram a quantia para R$ 80 mil. A decisão ocorreu após o recurso impetrado pela defesa dos humoristas e da emissora.    

A técnica em enfermagem entrou na Justiça depois que Danilo a chamou de "vaca" e a comparou com o ator pornô Kid Bengala pela fama obtida pela grande quantidade de leite materno doada ao Hospital Agamenon Magalhães. Depois de ficar grávida, a mulher de 34 anos produziu mais leite do iria precisar e destinou cerca de 400 litros à instituição de saúde. Ela se tornou conhecida depois de afirmar que iria se candidatar ao Guiness Books para registrar o recorde mundial de doações do tipo.    

Após das ofensas, Michele passou a ser hostilizada nas ruas do município de Quipapá, na Zona da Mata Norte, onde morava com a família, e precisou se mudar para a capital pernambucana, ainda sendo reconhecida nas ruas. O estresse fez com que a mulher parasse de produzir leite e, consequentemente, interrompesse as . Ela chegou a pedir R$ 1 milhão na Justiça, que determinou multa diária de R$ 5 mil à emissora caso o trecho em que Gentili cita Michele não fosse retirado do ar. Fonte: Diário de Pernambuco