CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira esta sendo procurado pela policia da Espanha e Estados Unidos

O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira está sendo procurado pelas autoridades da Espanha e dos Estados Unidos. Na Europa, é acusado de lavagem de dinheiro de comissões ilícitas para venda de amistosos da seleção brasileira, fazendo parte de uma "organização criminosa" ao lado do ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, que está preso há quase dois meses. Nos EUA, Teixeira está indiciado no "caso Fifa", que levou à detenção de diversos dirigentes, incluindo o seu sucessor na CBF, José Maria Marin.

O advogado de Teixeira, Michel Asseff Filho, contudo, diz que até o momento não houve qualquer intimação formal ao ex-dirigente, o que impossibilita que seja feita uma defesa. Sobre a cooperação entre as autoridades espanholas e a Procuradoria Geral da República, ele afirmou:

A situação continua a mesma. O Ricardo não foi informado de qualquer decisão. Soube pela imprensa que a PGR já estaria conversando com a Justiça espanhola. Precisa haver uma intimação formal para que possa ser feita a defesa.

Questionado sobre as alegações de Teixeira, de que os crimes do qual é acusado no exterior não são crimes no Brasil, Asseff Filho explicou:

É aquilo, eu não tenho como afirmar isso porque não sei qual é a acusação formalmente. Dessa forma, não tem como dizer se o que está sendo apurado lá poderia ser crime tanto lá como aqui. Na realidade, de fato, não há qualquer mudança. Assim que for intimado formalmente, aí sim, a gente vai apresentar uma defesa.

Asseff Filho explicou também que, ainda que hipoteticamente sejam confirmados crimes e exista uma determinação da Justiça espanhola para a prisão de Teixeira, há requisitos formais a serem cumpridos antes que qualquer ação seja tomada. Disse que, pelas informações que possui hoje, não seria possível a prisão do dirigente no Brasil.

Hipoteticamente, no momento não é possível. Não pelo que estou lendo na imprensa. Se na investigação espanhola, hipoteticamente, existe uma determinação da Justiça, para que ela tenha efeito no Brasil há necessidade de se obedecer requisitos formais. Uma carta rogatória, por exemplo. Para uma decretação de prisão antes de mais nada tem de averiguar se os fatos apurados são crimes ou não são. Por isso é muito difícil falar sobre um caso sem conhecer realmente qual a acusação formal, até porque como já comentei a denúncia parte de uma premissa equivocada de que a CBF é alimentada com dinheiro público.Fonte: Globo Esporte.com