CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Vice de prefeito cassado é candidato à prefeitura em Belo Jardim e diz que aliado não atrapalha campanha




Após o Tribunal Superior Eleitoral (TRE) cassar a liminar do ministro Gilmar Mendes que mantinha no cargo de prefeito João Mendonça, o PSB escolheu seu vice Luis Carlos para a eleição suplementar do dia 2 de julho no município do Agreste pernambucano. Mendonça recebeu 16.077 votos, mais do que os 14.015 do segundo colocado, Hélio dos Terrenos (PTB), que voltou a disputar a vaga. O socialista, porém, já concorreu sub judice, ou seja, podendo ser impugnado pela Justiça Eleitoral, caso semelhante ao de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, que só conseguiu eleger a prefeita em abril. O motivo é que ele foi condenado por improbidade administrativa. Em maio deste ano, teve o registro cassado e deixou o cargo. Além do socialista e do petebista, concorre o prefeito interino da cidade e presidente da Câmara de Vereadores, Gilvandro Estrela (PV).
]
Apesar de o seu principal cabo eleitoral, o ex-prefeito, estar envolvido nesse imbróglio eleitoral que provocou a convocação de um novo pleito na cidade, Luis Carlos afirma que a cassação do aliado não deve atrapalhar a sua campanha. “João tem muito serviço prestado em Belo Jardim. Ele perdeu o cargo por questões de conta e nenhuma por desvio de dinheiro”, justifica. 

Confira a entrevista do socialista ao Blog de Jamildo, em que ele falou ainda sobre as propostas para segurança, educação e saúde, três temas cobrados pelos moradores do município.

Blog de Jamildo – Em meio à crise na segurança pública que o Estado tem passado, em Belo Jardim a sensação de insegurança também tem cada vez aumentado – de acordo com a Secretaria de Defesa Social, foram registrados 27 homicídios de janeiro a maio deste ano, enquanto em todo o ano passado houve 39. Quais são as suas propostas para, se for eleito, ajudar a tentar reduzir a violência no município?

Luis Carlos – O problema de segurança é no Estado e de todo País. Mas estamos preocupados em fazer a nossa parte. Temos um projeto de monitoramento nos três distritos.

Já existe uma lei de guardas municipais, a partir daí vamos colocar em atividade esses guardas municipais.

Eu também pretendo trabalhar no combate a violência. Só vai diminuir a violência com projetos sociais. Colocar as crianças das ruas para os projetos nas escolas. Também tempos projetos sociais para diminuir essa questão no índice de violência e vamos ativar o serviço de inteligência. A droga está chegando aqui de forma absurda.

Vamos também iluminar bem a cidade, porque há pontos escuros que facilitam a ação de criminosos.

Blog de Jamildo – Quais são seus projetos para infraestrutura no município?

Luis Carlos – Belo Jardim cresceu muito e de forma desordenada. Houve venda de imóveis sem que fosse alinhado com a prefeitura. Então, pretendo regulamentar as construções irregulares.

Vamos começar a fazer o trabalho de resgate na cidade e nos bairros mais carentes na área de saneamento e calçamento. Vamos organizar o trânsito da cidade e vamos embelezar Belo Jardim.

Blog de Jamildo – Faltam fardamento e materiais e há dez unidades escolares fechadas. Quais seus planos para mudar a realidade dos estudantes e professores de Belo Jardim?

Luis Carlos – Temos um plano de capacitar os professores, fazer curso para que eles fiquem satisfeitos e integrados.

Fardamento também é um projeto nosso. Vamos dar qualidade de fardamento e de transporte para que o aluno chegue e saia tranquilo da escola. Também temos um projeto de monitoramento em moto, em que vai levar e deixar as crianças da escola.

Algumas escolas precisam de reformas. Eu tenho um projeto em andamento de duas creches. Pretendo ir até o ministro da Educação [Mendonça Filho, de base eleitoral no município] para que a gente possa dar início de uma escola em tempo integral.

Blog de Jamildo – Quais são os pontos que sua gestão irá trabalhar na área de saúde?

Luis Carlos – Tem uma demanda grande no Hospital Julio Alves de Lira. Tem centro cirúrgico e uma UPA anexados a ele. A gente precisa hoje não é construir, mas é de qualificar e trazer profissionais nas áreas carentes. Trazer profissionais com urgência, um neuro, por exemplo, que é difícil de conseguir. Já tem uma estrutura física muito boa. Realmente necessita hoje é formar um quadro de funcionários para atender melhor e mais rápido a população.
Vamos trabalhar também nas Unidades Básicas de Saúde e nos Postos de Saúde da Família. Vamos estar levando isso. Tem uma zona rural muito extensa, então a gente vai colocar ônibus para formar um centro odontológico para atender nos locais onde não tem posto de saúde.

Blog de Jamildo – Caso eleito, o que o senhor espera que sua gestão possa fazer por Belo Jardim?

Luis Carlos – Tenho preocupação de estar levando promessa que não posso cumprir. Tenho muito os pés no chão. Belo Jardim precisa urgentemente de trabalhos que deem bons resultados. Belo Jardim vai receber as obras da Adutora do Agreste, o que facilita que corramos atrás de parcerias para trazer indústrias para cá, para conseguir empregos para essa juventude e que ela não caia na violência.

Blog de Jamildo – Fazer campanha ao lado do prefeito cassado João Mendonça pode prejudicar a sua imagem para esta eleição?

Luis Carlos – Ele é uma liderança eleitoral nossa. Uma liderança participativa, mas a sociedade precisa ter a participação. Quero fazer um governo participativo. João tem muito serviço prestado em Belo Jardim. Ele perdeu o cargo por questões de conta e nenhuma por desvio de dinheiro. Não vejo como atrapalhar. Quero fazer um governo meu, de Luis Carlos. João vai ser uma pessoa para ajudar, para buscar parcerias no Recife. Agora eu que vou criar minha equipe; eu quero ser gestor de rua. Fonte: Blog do Jamildo