CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Secretaria alerta para vacinação contra sarampo para evitar reintrodução de vírus em PE


Entre janeiro e abril deste ano, foram contabilizados mais de 15 mil casos de sarampo, em países da América do Norte, África, Europa, Ásia e Oceania. A última ocorrência da doença em Pernambuco foi em 2017, último ano em que se registrou casos do tipo no estado. Ao todo, foram 199 casos em 2013 e 27 no ano seguinte. Devido ao risco de reintrodução do vírus, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fez, nesta terça-feira (9), um alerta para a importância da vacinação contra a doença, por meio da vacina Tríplice Viral, que ainda protege contra rubéola e caxumba.
Antes de 2013, o último registro de sarampo tinha sido em 1999. Também houve um caso importado de outra localidade, em 2012. A doença causa febre e manchas vermelhas no corpo, além de um ou mais sintomas como tosse, coriza ou conjuntivite. Caso haja esses sinais, é importante procurar imediatamente uma unidade de saúde.
Disponível rotineiramente na rede pública de saúde, a Tríplice Viral deve ser aplicada em crianças com 12 meses, com um reforço aos 15 meses com a tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela).
Para as crianças acima de 2 anos, além de jovens e adultos até os 29 anos, não vacinadas anteriormente ou que não se lembram, devem ser feitas duas doses da tríplice viral, com intervalo de 30 dias. Para se vacinar, a população deve ir a um posto de saúde, levando caderneta de vacinação, para saber se é preciso fazer a atualização de alguma dose.

Os adultos entre 30 e 49 anos, não imunizados ou que não lembram, devem tomar apenas uma dose da tríplice. Profissionais de saúde não vacinados devem tomar duas doses com a vacina tríplice viral, independente da idade.Fonte: G1 Caruaru