CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Se Liga na Programação do São João 2017 de Sanharó, PE


A cidade de Sanharó, no Agreste, onde acontece uma das festas mais animadas do interior, já está se vestindo de cores para comemorar os festejos juninos, que serão realizados de 10 de junho a 1° de julho. O tema este ano é “São João da Gente – Terra de Todas as Culturas” e celebra a união das tradições da cultura popular, com destaque para o Palhoção e apresentações de grupos culturais, com atrações musicais para todos os públicos. O homenageado do São João de Sanharó, conhecida como a Terra do Queijo e do Leite, é Iraldemir Aquino de Freitas, o Iral, principal idealizador do São João de rua no município, que comemora 30 anos de animação.

As apresentações musicais serão realizadas sempre aos sábados, a partir das 20h horas. Além das atrações já confirmadas, a Prefeitura de Sanharó promete divulgar outros nomes até o início da festa.



O arrasta pé começa no sábado (10), quando acontece a abertura oficial do São João de Sanharó, com shows de Jonas Esticado, Jó do Forró e Babado.

No sábado (17), as atrações são Gabriel Diniz, Calango Aceso, Eduardo Melo, e Daniela Hipólito.

Para o Dia de São João, 24, estão confirmados shows com Solteirões e Jota Santos.

Os festejos juninos de Sanharó enceram no dia 1º de julho, com shows de Luan Estilizado, Luiz Neto, e Thiaguinho Leite.

Este ano a festa será ampliada, passando a ter dois polos de animação. No primeiro polo, acontecem os shows com atrações nacionais, regionais e locais. A estrutura também conta com barracas de comidas e bebidas, com destaque para a gastronomia da época, como milho assado e cozido, pamonha e canjica.

No segundo polo, mais cultural, acontecem apresentações e concursos de quadrilhas tradicionais e estilizadas e encontro de grupos culturais, como bacamarteiros e de coco. Neste polo, a programação será realizada também durante o dia. A organização do evento aguarda um público de mais de 30 mil pessoas por dia.

Outra novidade é que o São João de Sanharó vai contar com uma Unidade Móvel de Artesanato, onde o público pode conferir o melhor do artesanato pernambucano, como peças decorativas, roupas infantis, brinquedos populares, bijuterias e entre outros. A Unidade Móvel de Artesanato faz parte do Programa de Artesanato de Pernambuco (Pape), da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

Localizada a 196 km de Recife, Sanharó conta com mais de 25 mil habitantes e se destaca economicamente pela produção de queijo e leite. O turismo também é importante no município, famoso pela realização de vaquejadas e pela Festa do Leite, que era a maior festa da cidade depois do São João, mas deixou de ser realizada. A Festa do Leite será retomada este ano, pelo prefeito Heraldo Oliveira. O nome Sanharó veio de uma espécie de abelha negra existente neste local, denominada sanharó, que em vocábulo indígena significa zangado ou excitado.

Palhoção deu origem à festa de rua

Desde sua origem, Sanharó vivencia os festejos juninos em homenagem a São João e São Pedro. As comemorações aconteciam principalmente entre 23 e 28 de junho, com bailes no Clube Lítero Recreativo, famílias ao redor das fogueiras, fogos, forró e comidas de milho. A festa começou a tomar uma dimensão maior a partir do Palhoção de Sanharó, onde teve início o São João de rua na cidade. Esse ano a festa comemora 30 anos de existência.

O Palhoção de Sanharó foi idealizado por José Queiroz, conhecido por Tuta, no início da década de 1980. Em 1987, Tuta desistiu do empreendimento e passou para Iraldemir Aquino de Freitas, conhecido como Iral, o homenageado do São João 2017. Inovador, Iral levou o Palhoção de Sanharó para as imediações da praça central.

Por alguns anos, Manezinho da Sanfona, sanharoense, do Sítio das Moças, abrilhantou os forrós do Palhoção já transformado num grande espaço. Com o seu falecimento, Zezinho de Papagaio passou a comandar os forrós no Palhoção. A festa começou a atrair moradores de cidades vizinhas, como Belo Jardim e Pesqueira, nascendo assim uma das celebrações juninas mais animadas de Pernambuco. O palhoção, onde se pode dançar o autêntico forró, é uma das atrações do São João de Sanharó.

Conheça mais sobre o homenageado 

Iraldemir Aquino de Freitas, conhecido como Iral, nasceu no dia 03 de janeiro de 1953, no sítio Água Branca em Sanharó.  Iral foi um jovem dinâmico em todas as áreas sociais, atuando no esporte, na política e nas atividades econômicas da sua cidade. Em 1975, fundou o Estrela Vermelha Futebol Clube e vivia engajado em campeonatos da região e em tudo que se relacionava a futebol.

Em 1982, aos 29 anos, ingressou na política como vereador mais bem votado, renovando seu mandato por mais oito anos. Foi também eleito vice-prefeito em 1992.

Deixou como herança cultural o bloco carnavalesco ‘Gato Branco’. E, no São João de Sanharó, criado por ele, o ‘Palhoção’, que até hoje traz uma multidão para a cidade. Sua vida foi tragicamente interrompida enquanto trabalhava em sua empresa, no dia 28 de dezembro de 1993, quando foi assassinado.

Bacamarteiros de Sanharó renovam tradição

Os bacamarteiros estão presentes nas comemorações juninas de Sanharó desde o início do século passado. O costume teve origem a partir do momento em que os moradores do Sítio Barriguda, em suas andanças pelo sul do estado, em épocas de seca, deixavam suas famílias a fim de trabalharem no corte da cana de açúcar, desde meados do século XIX. Das andanças pelo sul do estado, os agricultores trouxeram o bacamarte e o introduziram nas comemorações dos festejos juninos. Atualmente, a tradição se mantém viva em Sanharó, que conta com grupos de bacamarteiros mirins. Eles foram criados pelos próprios bacamarteiros, como forma de perpetuar a tradição, e são formados principalmente pelos seus filhos. A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura de Sanharó.

Quadrilhas animam festejos juninos 

As apresentações de quadrilhas juninas em Sanharó tiveram seu auge no final de década de 1980 até meados da década de 1990. Os destaques eram as belíssimas apresentações das quadrilhas da Jurandir de Brito, da Benjamim Caraciolo, da Dezoito de Copacabana e da Rua da Lingueta, entre outras. Belos trajes típicos eram confeccionados e os dias das apresentações eram uma verdadeira festa. Atualmente, a cidade conta com pelo menos duas quadrilhas: a Quadrilha Paroquial, remanescente das demais, e a Quadrilha Estilizada, criada e coreografada sob a direção de Charles Henrique. O prefeito Heraldo Oliveira está trabalhando para resgatar essa tradição, que deve crescer a cada ano no São João de Sanharó.