CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Pelo segundo dia consecutivo, chuva causa alagamentos e transtornos no Grande Recife

Foram registrados problemas em diversos pontos da capital pernambucana e de Jaboatão dos Guararapes. Previsão é de mais precipitação durante o dia.


Um dia após a divulgação do alerta para chuvas contínuas em todo o Grande Recife e Zona da Mata, emitido pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), as fortes precipitações voltaram, nesta terça-feira (9), a causar alagamentos em toda a região. O aviso meteorológico, publicado no site do órgão, às 8h10 de segunda-feira (8), é válido por 24h, e, durante o período, choveu mais de 65 milímetros na capital, o esperado para seis dias, se considerada a média de 328 milímetros aguardada para o mês de maio de 2017.

Nesta terça, no Recife, foram registrados diversos pontos de alagamento, que causaram engarrafamentos e transtornos a pedestres e motoristas. Segundo a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), alguns pontos alagados são a Avenida Dois Rios, no Ibura; Largo da Cabanga, na região central da cidade, e em diversos trechos da Avenida Mascarenhas de Morais, na Zona Sul.



Também foram registradas inundações no canal localizado nas imediações do acesso à Via Mangue; na Avenida Antônio de Góes, no Pina, e na Avenida Beira Mar de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes.

Por causa dos alagamentos, houve retenções no trânsito no acesso à Via Mangue; na Ponte 12 de Março, no sentido Bairro do Recife; nas Avenidas Antônio de Góes e Mascarenhas de Morais e no Largo da Cabanga.

Segundo a Apac, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, é o município do estado em que foi registrado o maior volume, nesta terça-feira (9). Entre as 5h e as 8h, choveu mais de 37 milímetros. Na capital, foram registrados 27 milímetros, na Zona Oeste da cidade. A previsão do órgão é de que as precipitações continuem durante o dia, com intensidade fraca a moderada.

"Ainda há muitas nebulosidades vindo do oceano, o que é comum para este período do ano. Quando passa de 30 milímetros registrados em três postos, emitimos o alerta, ou quando prevemos as precipitações", disse Fabiano Prestrelo, meteorologista da Apac.

Chuvas contínuas

Das 6h às 18h de segunda (8), foram registrados 62,4 milímetros de chuva no Recife, volume esperado para seis dias, se considerada a média de 328 milímetros aguardada para o mês de maio de 2017. Devido à precipitação, diversos pontos do Recife e da Região Metropolitana ficaram alagados, causando transtornos a pedestres e motoristas.

Na capital pernambucana, a Defesa Civil do município registrou mais de 110 ocorrências, entre pedidos de vistorias e colocação de lonas plásticas. Somente no Alto José Bonifácio, na Zona Norte do Recife, foram colocados plásticos em 15 pontos diferentes. Segundo o órgão, não houve acidentes registrados nos locais que receberam a proteção em 2016. Fonte: G1