CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Novo técnico, ajustes antigos: a semana de Cuca antes de decisões no Palmeiras


A segunda passagem de Cuca como técnico do Palmeiras começará nesta terça-feira. Anunciado na sexta, ele será apresentado na Academia de Futebol ao meio-dia, já de olho na preparação para a sequência da temporada. De imediato, precisará ajustar o time.

Mesmo com números positivos – Eduardo Batista deixou o posto com 66,6% de aproveitamento –, a diretoria identificou problemas que motivaram a mudança na comissão técnica. O presidente Maurício Galiotte falou em "falta de evolução" do time para justificar a saída de técnico anterior.

Um tema urgente que agora será trabalhado por Cuca é o desempenho defensivo. No ano passado, o treinador conduziu sua campanha no Brasileirão com o time menos vazado e agora encontra um setor que sofreu 10 gols nas últimas cinco partidas.

Com Edu Dracena vetado, Vitor Hugo foi escolhido para formar dupla com Mina na derrota por 3 a 2 para o Jorge Wilstermann, na quarta passada, na Bolívia Antes titular absoluto, o substituto, que desperta interesse da Fiorentina, vive má fase técnica em 2017.

Ainda sem Luan, que se recupera de uma cirurgia no pé direito e ainda nem foi apresentado, o clube conta com Antônio Carlos como outra opção.

Outro problema é a instabilidade da equipe. Em diversos jogos foi comum ver o Palmeiras ter um desempenho muito abaixo do esperado no primeiro tempo, melhorando apenas depois do intervalo. De positivo é a reação da equipe, que vem colecionando viradas e vitórias nos últimos minutos em 2017.

Na lateral esquerda, Eduardo Baptista viu Egídio e Zé Roberto alternarem bons e maus momentos, tanto que resolveu apostar em Michel Bastos na posição nos últimos jogos – o meio-campista teve atuação de destaque e agradou.

O que também pode deixar Cuca satisfeito é o fato de o time contar hoje com um camisa 10, mesmo que ele vista o número 18. Armador, o venezuelano Guerra vinha sendo um dos mais participativos da equipe de Eduardo Baptista, importante na aproximação ao ataque nos passes e também nas finalizações.

Até a estreia contra o Vasco, no próximo domingo, pela primeira rodada do Brasileirão, o treinador terá cinco dias para trabalhar o elenco. Este período, aliás, será o último livre de jogos antes de uma sequência decisiva até o fim de maio. Na competição nacional, depois do duelo contra o clube carioca, o Verdão enfrentará a Chapecoense (no dia 20, em Chapecó) e o São Paulo (no dia 27, no Morumbi).

Neste período, ocorrerão também os confrontos contra o Internacional pelas oitavas de final da Copa do Brasil (dia 17 na arena e dia 31 em Porto Alegre). Mas a partida mais importante será no dia 24.

Depois de perder para o Jorge Wilstermann, o Palmeiras chega para a última rodada ainda precisando confirmar a classificação no Grupo 5 da Libertadores. A vaga pode vir até em caso de derrota por um gol contra o Atlético Tucumán, da Argentina, em jogo que corre o risco de ser disputado com portões fechados na arena alviverde.Fonte: Globo Esporte.com