CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Com "ajuda" inédita de árbitro de vídeo, Salgueiro empata com Sport e decide Pernambucano em casa


O JOGO 

Na estreia, o árbitro de vídeo foi decisivo para Sport x Salgueiro. O jogo acabou em 1 a 1. O Leão saiu na frente com André, mas o gol do Carcará, no último lance, em pênalti convertido chamou mais atenção. O árbitro de campo, José Woshington, marcou a penalidade na hora do lance - mas recorreu ao árbitro de vídeo, Péricles Bassols, e a um monitor na beira do gramado - para confirmar a marcação. Do primeiro apito à batida de Jean Carlos, passaram-se quase sete minutos. O jogador converteu a cobrança e decretou o empate do Carcará.

COMO FICA?

O duelo de volta é no estádio Cornélio de Barros, onde o Salgueiro costuma dar muito trabalho para os times da capital. Se for empate novamente, a decisão vai para os pênaltis. Quem vencer, por qualquer vantagem, é campeão. Não há critério do gol qualificado. A segunda partida, porém, só acontece em 40 dias, por conta do apertado calendário do Sport.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa teve dinâmica diferente. Ney Franco mexeu cedo e tornou o time mais ofensivo. O Sport passou a criar várias chances. Em vários momentos, fez uma blitz no campo do adversário. Muita bola cruzada, algumas finalizações e perigo. Pressão. O Carcará, apesar de retraído, também assustou. E chegou ao empate no último lance, em pênalti convertido por Jean Carlos.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar de final, o jogo começou em clima morno. Dentro de casa, talvez pela sequência desgastante de jogos a que tem sido submetido, o Sport abriu mão da marcação pressão e atuou em ritmo lento. O Salgueiro se aproveitou disso, de certo modo, mas não o suficiente para abrir vantagem. Nem mesmo para segurar o 0 a 0. Bastou o Leão acelerar um pouco para abrir o marcador, com André. O Carcará parecia mais preocupado em marcar e fazer o tempo passar do que em criar chances de gol.

AJUDA ELETRÔNICA

O jogo deste domingo ficou marcado na história do futebol brasileiro. Pela primeira vez no país, houve participação do "árbitro de vídeo". Péricles Bassols, do quadro da CBF e de Pernambuco, ficou em uma unidade móvel do lado de fora do estádio, com imagens de sete câmeras à disposição, para intervir em caso de lances capitais duvidosos. E foi exatamente o que aconteceu na última jogada da partida. O árbitro de campo, José Woshington, recorreu a Bassols para decidir se houve, ou não, pênalti a favor do Carcará. Também conferiu, ele próprio, as imagens em um monitor à beira do campo. Após mais de seis minutos, decidiu manter a marcação.

VOLTOU ÀS BOAS

Depois de passar 11 jogos sem fazer, o atacante André voltou a marcar em um jogo importante. Havia desencatado contra o Santa Cruz e classificou o Sport para a final do Nordestão. Desta vez, fez mais um gol importante.

DEU TRABALHO
Do lado do Salgueiro, o jogador mais importante - ofensivamente - foi o meia Valdeir. Com habilidade e velocidade, o atleta incomodou bastante a defesa do Leão nas raras investidas ofensivas do Carcará. Fonte: GEPE