CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Vigia noturno é assassinado em Brejo da Madre de Deus, PE


A morte do vigia noturno José Francisco Morais Filho, popularmente conhecido por “Josa” de 62 anos, chocou a população do Brejo da Madre de Deus na noite deste domingo (23).

De acordo com informações, por volta das 22h25min seu Josa saiu de sua casa, que fica no sítio Estrago, para realizar ronda pelas ruas da cidade. Antes mesmo de pegar sua moto que estava em frente à residência, foi surpreendido por um elemento até então desconhecido, que efetuou um disparo de espingarda, provavelmente tipo “soca-soca”. 

Moradores da localidade contaram a nossa reportagem que ouviram o barulho de 3 tiros, sendo que o primeiro acertou seu Josa no peito esquerdo. Mesmo baleado, o vigilante teria sacado um revolver e disparado por duas vezes contra o seu agressor. Não sabe se os disparos feitos pelo vigia acertaram o seu algoz.

Seu Josa chegou a ser socorrido para a UPA Mestre Camarão em Brejo, onde recebeu o socorro médico, tentaram reanimá-lo, mas o mesmo não resistiu.

Uma filha do vigilante contou que seu pai tinha acabado de jantar e estava saindo para o trabalho quando foi baleado.

“Minha mãe tinha acabado de chegar da igreja e ajeitou a janta para o meu pai, assim que ele saiu de casa ela escutou o tiro e meu pai perguntando: Que isso rapaz? Ela ligou pra mim, imediatamente meu esposo passou na UPA e já solicitou a ambulância, quando chegaram ele estava caído, foi realizado os primeiros socorros, mas, não deu”, contou uma das filhas de seu Josa.

O corpo do vigilante foi encaminhado na manhã desta segunda-feira (24) para o IML de Caruaru.

A população bejense clama por justiça para que seja esclarecido este crime de morte que abalou a cidade que infelizmente está vivendo uma crescente onda de violência.

A polícia deve investigar se o assassino tinha mesmo a intenção de executar o vigilante ou se foi uma tentativa de assalto. A moto e até mesmo sua arma não foram levados.

Seu Josa era um cidadão pacato, de boa convivência, trabalhava como vigia noturno há muitos anos em Brejo da Madre de Deus cuidando das casas e comércios e até mesmo acompanhando jovens que chegavam da faculdade ou quando vinham das festas. Fonte: Estação Noticias