CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Santa na 3ª semi do Nordestão em 4 anos com outro gol de falta de Anderson Salles

O Santa Cruz trabalhou bem a vantagem construída em Itabaiana e avançou pela terceira vez em quatro anos à semifinal da Copa do Nordeste – a exceção foi em 2015, quando não participou. Diante do maior público do ano no futebol pernambucano, com 21.101 pessoas, o atual campeão regional venceu novamente. Outra vez por 1 x 0, outra vez numa falta cobrada por Anderson Salles. Por isso, decidirá a semi no mesmo Arruda.  

O tricolor foi a campo com três desfalques no meio. Elicarlos e Léo Costa já eram ausências certas. Minutos antes de a bola rolar, David sentiu um desconforto. Assim, Gino, Thomás e, de última hora, Wellington Cézar. A ressalva é importante porque o visitante trabalhou melhor a bola no meio-campo, recuperando e trocando passes até a área coral. Não houve pressão, mas foi mais organizado na primeira etapa e até acertou o travessão numa cabeçada. Técnico, Thomas tentou conduzir o time, mas não houve aproximação, com os laterais irregulares. Tanto Tiago Costa quanto Vítor.   
No segundo tempo, uma mudança. André Luís no lugar de Pereira. O atacante deu mais mobilidade ao mandante, que enfim conseguiu se impor. A Itabaiana só assustou uma vez, num chutaço de fora área, defendido por Júlio César.  

Quanto ao Santa, seguidas jogadas pelo lado direito, forçando a “linha burra” no time sergipano. Porém, o que motivou mesmo a torcida foi a falta sofrida por Pitbull na entrada da área, aos 26 minutos. Com o aproveitamento de Salles, parecia um pênalti. Na cobrança, zagueiro/artilheiro buscou novamente o canto direito do goleiro. Colocado e com força. E com sucesso.  

Ampliando a vantagem, o Santa a administrou a posse de bola, fechando o espaço, sua principal virtude nesta competição – são apenas dois gols sofridos em oito partidas. Não por acaso, segue na busca pelo bi
Fonte: Diário de Pernmbuco