CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

LAVA-JATO: Ministro Bruno Araújo rebate conteúdo das delações

O ministro das Cidades Bruno Araújo emitiu nota esta noite para rebater a forma como o conteúdo das delações de ex-executivos da Odebrecht foi divulgado. “Os áudios e os vídeos dos delatores mostram uma dissociação em relação ao que me foi imputado e os fatos relatados. Com absoluta clareza, fui citado apenas em atividades inerentes à atuação parlamentar, como a marcação de uma audiência ou em ‘conversas’ sobre temas que beneficiavam a minha região, Nordeste”, disse a nota.    

Araújo ressalta ainda que o próprio delator, no caso o ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, afirma em seu depoimento que a relação entre o ministro e a Odebrecht era “puramente institucional sem qualquer contrapartida, descaracterizando qualquer tipo de ilação a corrupção”. “Da mesma forma, João Antônio Pacífico Ferreira informa que desconhece qualquer atuação parlamentar minha a favor da empresa em questão”, completa o ministro, que disse estar surpreso com as imputações que foram feitas a ele. “Mas, diante do que está exposto, tenho convicção de que tudo ficará devidamente esclarecido”, conclui.   

Confira a nota na íntegra:  

De posse do conteúdo audiovisual das delações vinculadas ao Inquérito 4.391 do Supremo Tribunal Federal, é necessário pontuar algumas questões:  

1. Os áudios e os vídeos dos delatores mostram uma dissociação em relação ao que me foi imputado e os fatos relatados. Com absoluta clareza, fui citado apenas em atividades inerentes à atuação parlamentar, como a marcação de uma audiência ou em “conversas” sobre temas que beneficiavam a minha região, Nordeste do Brasil;  

2. Cláudio Melo Filho foi claro ao afirmar que a minha relação com a empresa era puramente institucional, sem qualquer contrapartida, descaracterizando qualquer tipo de ilação a corrupção. Da mesma forma, João Antônio Pacífico Ferreira informa que desconhece qualquer atuação parlamentar minha a favor da empresa em questão;

3. Por último, o sentimento é ainda de surpresa com as imputações que me foram feitas. Mas, diante do que está exposto, tenho convicção de que tudo ficará devidamente esclarecido. Fonte: Diário de Pernambuco