CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Nordeste terá 30 novos santos católicos canonizados


O papa Francisco aprovou, no dia 23 de março de 2017, a canonização de 30 beatos brasileiros que foram massacrados em 1645 em Cunhaú e Uruaçu, no Rio Grande do Norte. A tragédia aconteceu durante a ocupação da Holanda no Nordeste, pois os 30 se negaram a renunciar da fé católica para aderir ao calvinismo, religião dos invasores holandeses. Os futuros santos serão André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, sacerdotes diocesanos, Mateus Moreira e mais 27 companheiros leigos.

“Ficamos muito felizes, pois esta canonização é uma grande bênção para a Igreja e com certeza vai reavivar a fé e a devoção dos fiéis”, declarou o arcebispo de Natal, d. Jaime Vieira Rocha, ao Estadão. Os brasileiros já haviam sido beatificados por João Paulo II no ano 2000, mas o cardeal d. Cláudio Hummes ajudou a levar a causa dos mártires adiante e disse a d. Jaime que estava interessado na canonização, em 2016.

Quanto aos massacres que vitimizaram os brasileiros, acontecerem separadamente: o primeiro em 15 de julho, em Cunhaú, onde hoje é o município de Canguretama, e o segundo no dia 3 de setembro, em Uruaçu, atualmente o município de São Gonçalo do Amarante. Segundo relatos, mais de 70 pessoas foram assassinadas, mas só há possibilidade de reconhecer o martírio daqueles cujo os nomes são conhecidos. Fonte: Diario de Pernambuco

Os massacres foram executados por índios tapuias e soldados holandeses, que estavam sob o comando de Jacob Rabbi – alemão a serviço da Companhia das Índias Ocidentais Holandesas. A tragédia aconteceu durante uma missa; a tropa holandesa trancou as portas da igreja e os índios mataram os fiéis. A cerimônia de canonização deve ser celebrada no Vaticano, mas ainda não tem data marcada.