CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

TV SE LIGA

CLIP GOSPEL

Mulher Pesqueirense é presa após forjar sequestro para extorquir marido e mãe


Uma.mulher natural da cidade de Pesqueira com raízes familiares ainda na terrinha, onde já viveu e hoje vivem seus parentes. Foi presa após forjar o próprio sequestro e assim tirar 200 mil.reais do marido..
Veja a história abaixo.
TV Jornal

O golpe planejado pela enfermeira Águeda Suzana Alves de 50 anos foi apresentada nesta terça-feira (28/3) por delegados do Grupo de Operações Especiais. Ela tentou extorquir o marido e a mãe se dizendo vítima de um sequestro e exigindo o pagamento de um resgate de R$ 200 mil.

As câmeras do Aeroporto Internacional dos Guararapes mostram a enfermeira Águeda Suzana embarcando sozinha para o Rio de Janeiro no dia 15 de março. Ela saiu de Caruaru um dia antes dizendo para família que viria ao Recife resolver problemas. No dia 19, mensagens enviados pelo celular dela para o marido deram início a farsa. Nas mensagens, falsos sequestradores ameaçam a vida de Águeda e exigem o pagamento do resgate. Até uma foto em que ela estaria algemada no cativeiro foi enviada. A polícia acredita que um amante dela tenha ajudado no envio das mensagens.

O marido da enfermeira que é um comerciante e a mãe dela uma idosa de 70 anos procuraram a polícia de Caruaru acreditando no sequestro. Horas depois do início das mensagens o Grupo de Operações Especiais foi acionado e começou a investigação. A imagem do embarque sem nenhuma coação foi a primeira prova de que se tratava de um golpe cuidadosamente planejado.

A investigação da polícia constatou que Águeda passou nove dias na casa de veraneio do amante em Saquarema, na região dos Lagos do Rio de Janeiro. Durante todo o período ela foi monitorada pela polícia. Como o resgate não foi pago ela retornou ao Recife no dia 24. Todos os movimentos dela foram filmados pelas câmeras do aeroporto. No momento em que ela ligava para o marido, afirmando ter fugido do cativeiro, ela foi abordada é presa por extorsão.Fonte: Pesqueira em Foco

Perfil

Águeda Suzana Alves é formada em enfermagem e gestão hospitalar. Ela foi casa por 26 anos com o comerciante que tentou extorquir. Com ele teve dois filhos. Há um ano ela parou de trabalhar para se dedicar ao filho que foi vítima de um atentado que o deixou cego e com deficiência mental.

Uma semana antes de forjar o próprio sequestro Águeda esteve em Pesqueira com o marido para colocar a venda um imóvel da família avaliado em R$ 200 mil. A polícia acredita que o valor estipulado para o resgate se baseou na venda do imóvel. Acredita-se que Águeda planejava abandonar a família para viver com o amante com o dinheiro do resgate.